Uma construção de 1850 não é pra qualquer um. Tem que gostar, e muito, de coisas antigas e saber lidar bem com todas as possíveis dores de cabeça que uma estrutura dessa idade possa apresentar. Por outro lado, poder desfrutar de assoalho de madeira de verdade, espaços amplos, com janelas enormes, é o deleite também restrito a poucos sortudos.

Uma casinha cara de vovó total, que foi ainda mais caracterizada pela utilização de papéis de parede com ares retrô e móveis recuperados, mantendo-se muito de sua estrutura desgastada. Grande prova de que os proprietários abraçam a causa. Digna de contos da carochinha, um passeio delicioso por estampas e cores. Nostalgia das boas!

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Atelier Rue Verte