Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

mês

fevereiro 2016

3 maneiras de renovar um sofá

Sofá dificilmente é uma peça que encontramos a preço módico. Então, se tem um aí bacana, de boa qualidade, vale a pena pensar em soluções para que a convivência com ele seja tão incrível quanto o dia em que se conheceram.

Chamando o tapeceiro

Muitas vezes, o jeito é começar tudo outra vez e, nesse caso, a troca de estofado resolve o problema. A parte boa disso é que seu velho companheiro poderá assumir a cor ou estampa que bem desejar e ficará novinho em folha.

historias de casa

6d19bb6b2fce648d65e1661461953602

Pedindo ajuda às almofadas

Almofadas são excelentes pra camuflar aquela mancha que insiste em não ir embora, esconder o detonadinho que fisga o olhar, dar um up ou transformar completamente aquela cor do estofado que se transformou num baita estorvo.

decoracao-casa-colorida-historiasdecasa-01 casa abril

Recorrendo a acessórios alternativos

Uma outra forma eficaz de renovar o estofado e que ainda dá um toque bem interessante é recorrer a mantas, tapeçarias e até centros de mesa. Vale investir em peças cheias de textura, visualmente aconchegantes e até mesmo super ousadas. Quando enjoar, é só trocar.

casa-claudia

apartment34-sofa

emily-henderson-1

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fontes: Histórias de Casa / Casa Abril / Apartment34 / Emily Henderson

Anúncios

Banco, o novo aparador

idecz.com

Dotado de uma versatilidade enorme, não é de se estranhar que o banco esteja ganhando cada vez mais espaço na decoração, inclusive roubando a cena de muitos aparadores. Encontrado numa grande variedade de materiais, em diferentes tamanhos e normalmente com um preço mais camarada que um aparador, é sem dúvida uma peça em que vale investir. Em ambientes pequenos funcionam muito bem,  pois ocupam um espaço visual menor em função da altura e permitem a disposição de uma ganha enorme de objetos. E, quando se cansar dele como aparador, basta lhe arranjar uma nova função, como poderá conferir aqui.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Idecz

 

Estante horizontal

planete deco estante horiz

Estante horizontal é um móvel bem interessante pra se ter por perto. Primeiro: além  de armazenar uma quantidade grande de livros e objetos, doa um colorido despojado ao recinto. Segundo: não precisa necessariamente ser um móvel, um conjunto de prateleiras, por exemplo, se montado numa altura menos usual, pode criar o efeito de móvel. Ou até mesmo móveis distintos de mesma altura podem formar uma estante bem extensa, como na foto. Terceiro: podem fazer as vezes de outros móveis, como um rack pra TV ou aparador. É ou não é um móvel bacana demais?

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Planete Deco

Sobre referências

Referências, vira e mexe, causam algumas polêmicas. Entra-se naquela história de ser apenas bonito na foto, um sonho distante ou uma transe momentânea, um surto de tendência. Isso tudo carrega uma verdade, existem coisas que só funcionam em determinados contextos, em outras só mesmo torcendo muito pra nascer outra vez numa família cheia de bufunfa e rezar pra ser o único herdeiro.

De qualquer modo, prefiro carregar um olhar otimista e acreditar que de tudo a gente consegue pincelar uma boa ideia, mesmo porque repetir ao pé da letra uma determinada referência pode fazer nossa identidade se anular e isso, pra mim, vai totalmente contra meus princípios. Casa que é casa carrega referências alheias sim, mas é fundamental que tenha o nosso mood e nossa pegada.

Além do mais, muitas referências que vemos ( e olha que a gente vê coisa pra caramba de uns tempos pra cá! ), nem sempre nos atrai por aquilo que está ali impresso, às vezes é o sentimento que nos pega de jeito e nos faz gostar tanto. Por conta disso, costumo sempre me fazer a pergunta: o que realmente gosto nisso que vejo? É um exercício bacana pra entender melhor nossos gostos e tornar viável o que muitas vezes parece estar a anos-luz de nossas possibilidades.

Essa aqui, por exemplo, adoro de montão! Faria igual? Acho que não. Mas certamente continuará bem guardadinha na minha pasta “reformas” e, assim que der um tapa na minha cozinha, certamente investirei numa janela bem escandalosa e com grades trabalhadas à moda antiga.

Sfgirlbybay

Já prateleiras na cozinha me apavoram um pouco, não sou uma figura nem um pouco organizada e certamente ficaria maluca com a zona aparente. Mas o toque do concreto das prateleiras abaixo com a madeira natural das cadeiras me encanta totalmente. Acho a combinação tão simples e poderosa, que faz até o revestimento branco e tradiça sair no lucro. Sobre adornos na cozinha, esses sim não abro mão.

casa vogue bia lessa

Uma sala com vista, sonho de consumo master! Mas, infelizmente, pode acontecer de nossa arquitetura não permitir, mas inserir elementos orgânicos pode ser aquela velha saída da boa engambelada e, no final das contas, funcionar muito bem. Nesse caso, esses elementos estão muito bem representados pelo material da mesa de centro e lateral, o adorno de conchas que faz companhia aos livros, os vasos com flores e plantas e até mesmo na estampa do tapete.

casa abril ref

Um banheiro iluminado deveria ser obrigatório em todo projeto e tenho certeza que tem bastante gente que ergueria as mãos pro céu pra tomar um belo banho de banheira depois de um dia daqueles. É uma referência que julgo super feliz e atribuo seu sucesso à bela curadoria realizada de objetos que o compõem. Tudo tem um toque bastante rústico, mas o pulo do gato está na combinação da bancada com o espelho.Contraponto incrível, de onde a gente tira a lição de que existe câmbio de valores entre peças e objetos, por isso vale a pena economizar em algumas coisas e saber investir em outras.

Glitter for Breakfast espelho e cesto

Espaços “pé pra fora” pra receber e permanecer podem não fazer parte da planta original de um apê ou casa, mas o sentimento de um ambiente assim a gente carrega pra onde bem entender e do nosso jeito. Podemos invandir a garagem, podemos encher a sala de vasos e transformá-la num jardim, podemos pensar em sofás diferentes, podemos o que bem nos der na veneta e podemos ficar aqui um tempão pirando numa porção de ambientes incríveis. O que gostaria com esse post é justamente mostrar que é possível se inspirar no que pode parecer muitas vezes impossível e improvável desde que saibamos identificar o que realmente nos agrada e estejamos dispostos a criar nossa versão.

inspire bohemia

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fontes: SF Girl by Bay / Casa Vogue / Casa AbrilGlitter for Breakfast / Inspire Bohemia

Viver o verão

casa&jardim

O Carnaval passou, mas ainda tem muito fim de semana pra gente se esbaldar e o calor continua, firme e forte. E esse calor todo dá a chance de explorar novos espaços, curtir os pés descalços e tomar um refresco bem gelado, daqueles que até fazem a cabeça doer. Coisa boa demais! E bom demais também é preparar a casa pra abraçar esse climão tropical todo, com direito a muita descontração, preguiça, muita cor e rodeado por plantas. Pra te ajudar nessa empreitada, fiz um seleção de referências de onde dá pra sacar um bocado de inspiração pra usar toda a alegria da estação mais animada do ano.

Architectural Digest Russia

09a981ee2e720a8e8fd01c0b62a80b7b

Anna gillar

Better Homes and Gardens

casa abril varanda

cooledeko.de

pinterest

my paradissi

pint6

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fontes: Casa&JardimArchitectural Digest / Anna Gillar / BHG / Casa Abril / Freshideen / My Paradissi / Pinterest

A arte de povoar

Urban Outfitters

Enfeites juntam um pó danado mesmo e o trabalho de limpeza de uma casa cheia de adornos é redobrado. Mas que alegria para os olhos eles proporcionam, que festa são dentro de uma casa, quantas grandes lembranças expostas logo ali, acima de um aparador.

casa vogue clássico

Carrego sérias dúvidas sobre a funcionalidade, na verdade não acredito em função sem sentimento. Se temos a chance de arranjar um significado muito maior para um móvel ou para um ambiente, por que devemos nos conter?

casa abril frames

E enfeites são campeões em doar significados, eles humanizam a atmosfera mais gelada, contam casos, colorem. Mas eles também podem ser aquela fuga do óbvio e o despertar para outras possibilidades.

My-Biggest-Design-Regrets_Emily-Henderson-Living-Room_Couch_Blue-Couch_Sofa-1

Povoar uma casa não é tarefa das mais fáceis. Tem gente que povoa usando a cor como uma linha mestra; outros povoam por etnia; outros por estilo. Tudo é válido, é uma questão de unir e ver se a convivência rola. Se rolou a simpatia, tá tudo certo.

sfgirlbybay green8

Além disso, dar a liberdade aos enfeites e trocá-los de lugar é um exercício que pode render espaços com sensações completamente novas. Jogue objetos da sala no quarto, carregue um vaso do quarto para o banheiro e sua percepção será outra. E tem mais: dê um enfeite a um cômodo e ele nunca mais será o mesmo.

Emily Henderson leitura quarto

Enfeitar uma casa é como se perfumar e se arrumar pra festa. Exige todo um preparo, demanda tempo. Aliás, acho que tempo é o maior responsável pelas combinações mais afinadas, aquelas que deixam de ser um catado de objetos que deu certo e viram um momento inesquecível dentro de um ambiente.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fontes: Urban Outfitters / Casa Vogue / Casa Abril / Emily Henderson / SF Girl by Bay

Blog no WordPress.com.

Acima ↑