Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

mês

abril 2012

Passeios da semana

Por conta da mudança de tempo, que começa a ficar cinza demais para meu gosto, meus olhos se direcionaram para as pinceladas coloridas. Ok, sempre arrumo alguma desculpa para falar sobre cores!

Mas com o friozinho se aproximando, uma boa dose colorida sempre resgata nosso clima tropical, trazendo alegria e até um calorzinho para nossa alma. Bom, talvez esse seja um dos motivos dos lares escandinavos utilizarem tantos elementos coloridos.

Começarei pelo belíssimo trabalho da fotógrafa Alexandra Valenti retratado no Design Sponge , que se assemelha àquelas pinturas feitas a dedo:

Falando em pintura, quer coisa mais clássica que um quadrinho de tulipas adornando um cantinho da casa? Mas melhor que isso, sem dúvida, é ter um canteiro repleto para colhê-las e enfeitar a casa toda, como é o caso da Yvonne, do Yvestown Blog:

Mas se tulipas estiverem fora da realidade, nada que um lar colorido como esse situado na Dinamarca,do Planete Deco, não possa resolver:

Se não curtiu a paleta de cores do cafofo acima, temos aqui no NIB alguns ambientes multicoloridos:

Ou quem sabe, ainda, transformar as paredes brancas em telas, como essa casa do Damask & Dentelle:

Não apenas em lares sensacionais se encontram as inspirações coloridas. Se você se dispuser a uma boa caminhada, como fez a fotógrafa Hilda, do blog Hilda Grahnat, talvez se surpreenda com algumas referências que a correria não nos permite enxergar e que, nos dias cinzentos, se revelam melhor do que naqueles incrivelmente perfeitos:

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Anúncios

Para os dias de festa

Já diz o velho ditado: ” o melhor da festa é esperar por ela”. E cuidar dos preparativos é uma delícia, principalmente no melhor esquema faça você mesma.

Todos os aniversários dos meus filhotes foram feitos em casa. É impressionante como até o comportamento deles muda nessa época: ficam super colaborativos, viram pau pra toda obra mesmo!

Mas, sem dúvida, o que sempre mais curti foi ver suas reações diante da casa que vai ganhando novos ares para o dia especial, o SEU dia. Isso é demais!

Então, se você também gosta de por a mão na massa, sem grandes invenções capciosas, aí vão algumas ideias que combinam com qualquer tipo de evento.

Guardanapos dão um adianto na decoração da mesa. Opte pelos básicos e use a boa e velha técnica do carimbo, que pode ser encontrado em lojas de produtos artesanais:

Ou um filho / sobrinho arteiro também dará conta do recado:

Um papel cartão recortado em forma de flor, com uma forminha de cupcacke pode funcionar super bem para dispor doces:

Ou o papel craft enroladinho:

Para apoio, conte com algum móvel antigo e o decore com fitas e bexigas:

Garrafinhas plásticas adornadas com fitas também fazem bonito sobre a mesa:

Um varal com lâmpadas coloridas dão o tom em ambientes externos:

Mas os pompons de papel de seda também não ficam atrás:

Ou ainda luzes ” em conserva”:

E, se for ter lembrancinhas, um embrulho com papel craft + adesivos redondinhos e sisal fecharão com chave de ouro:

Cá entre nós, algumas ideias nem precisam esperar pela festa, não é?

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: 17 doors / Usta Giremez / Decor to Adore / Norske interiørblogger / Zsa Zsa Bellagio / Planete Deco / Frolic!

Criado-mudo

Só não tem um quem não quer, porque ideias não faltam:

Já viu que qualquer peça vira um criado-mudo? Então, bora lá…

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: 79 Ideas / Casa de Fifia / En mi espacio vital / Homelife / Interiors Originals / Interiors Porn / Planete Deco / Zsa Zsa Bellagio

Um lar

Gosto de casas com história, que tenham um apanhadinho de coisas daqui e dali. Casas que refletem como cada cômodo é utilizado e sejam capazes até de demonstrar a rotina das pessoas que lá vivem.

Essa é uma casa de família. Mora aí a ilustradora Paula com seu consorte, as três filhotas e o dog. Paula comenta que ainda tem muita coisa pra fazer, como derrubar algumas paredes. Desde que sobrem algumas pra ter onde pendurar as coisas…

Parece que tudo partiu da elaboração de um simples cantinho para a construção do todo, de tamanho cuidado que a gente percebe na colocação e disposição de cada item.

Pois é, não tem arquitetura avassaladora ou peças assinadas. Tem é muita alma!

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Design Sponge

Contos da Carochinha

Sim, cadeiras podem ser diferentes, iguais com cores diferentes, misturadas com bancos e banquetas. O que conta é o bom senso,  usar o que temos disponível e ser feliz!

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Pinterest / Decor 8 / Vintage / Cush and Nooks

Almofadas

Todo blog fala delas, é fato. Por que? Porque dão um up muito rápido, são capazes de transformar um ambiente de maneira eficiente e econômica.

Cansou, troca a capa! Cansou de novo, customiza! Sem falar que um monte de almofadas para recostar no sofazão é demais…

Olha lá que bacana várias juntinhas, dando uma “salve!” à diversidade de estampas:

Essas de crochê são daqui de casa, fui eu que fiz :). Mas só merecem um lugar ao sol em dia de festa. Moça prendada, hein?

Pois é, nem tanto…No dia-a-dia, quem ocupa o lugar delas são essas de tecido acquablock, que foi minha mãe que fez…

Essas estilo “mexerica” serão as próximas estrelas aqui da sala. Com retalhos de tecido, você produz uma:

Isso é um sonho de consumo. De veludo, toda trabalhada:

Agora, olha só essa aí. Você compra uma capa mega hiper básica e recorta em feltro a silhueta desses passarinhos. Não costura como eu? Sem problemas, cole com cola para tecido e, ao invés de fazer as asinhas bordadas, faça com tinta usando um pincel bem fininho:

E essas aí vi no blog da Ana Maria, o Jeito de Casa. Ela mesma já deu a dica da versátil almofada dupla-face: cansou, muda a banda!

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Zsa Zsa Bellagio / Knack / Casa da Chris / Jeito de Casa

Marcelo Rosenbaum

Pura expressão de nossa brasilidade, retratada em muitos lares que foram tocados por seus projetos, não é de se esperar menos de seu próprio cafofo.

Amante das cores, faz até minha parede cereja com os móveis encapados em chita verde se sentirem intimidados. Ah, me faltam até palavras diante de tanto ecletismo e composições. Confiram o lar doce lar desse rapaz:

Querem mais? Confiram o ensaio completo no The Selby.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Cozinhas

Toda vez em que penso em cozinha, inevitavelmente me lembro da D. Maria e do Sr. João. Formavam um típico casal caipira, ela com lenço de pano na cabeça e avental, e ele que não largava seu chapéu e o lenço vermelho amarrado ao pescoço.

Tive o privilégio de conviver com a dupla em muitos finais de semana, quando ia para o sítio com meus pais. Antes de chegarmos ao nosso destino, era fatal uma passada na padaria para comprar pão e salame e, assim que o carro encostava na porteira, lá vinha Sr. João sorridente nos receber.

D. Maria sempre estava alimentando as galinhas e eu sorrateiramente a cumprimentava, porque tenho verdadeiro pavor desses bichos penosos. Já catei cobra, tatu, rato, mas pássaros não rola! É pavor verdadeiro e, se for filhote, pior. Sei, é ridículo mesmo!

Rapidamente me entocava na cozinha, de chão vermelhão de cimento e sempre com o fogão à lenha acesso. Ela tinha um armário sensacional, um guarda-comida com tampo de mármore. Sua mesa era de madeira de demolição e lotada de coisas: xícaras esmaltadas, potinhos e nunca faltava um vasinho com flores do campo.

Adorava tomar café com eles. Contavam os causos ocorridos na semana, falavam sobre seus filhos e Sr. João sempre fazia uma caminhada conosco, ora para apanhar frutas das árvores, ora para me levar para alimentar os cavalos. Foi numa dessas caminhadas que adquiri meu primeiro móvel antigo, um criado-mudo de marchetaria que uso como mesa lateral até hoje.

Esses momentos foram tão marcantes que meu padrão de cozinhas é o da D. Maria. Fico até lisonjeada quando minha irmã ou mãe chegam aqui em casa e se deparam com o meu livreiro que uso como guarda-comida, repleto de coisas em cima, e falam: nossa, tá igual à cozinha da D. Maria. Tá certo que elas se referem à bagunça, mas interpreto como um elogio!

Por isso, pra mim uma cozinha precisa ter uma mesa ( por menor que seja ), alguns elementos rústicos, precisam ter alma e cor, cheiro de comida e serem ambientadas como qualquer outro cômodo da casa, com direito a espelho e quadro. E isso não quer dizer que precisam necessariamente ser uma cozinha caipira, podem inclusive conviver com um móvel planejado…

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Mi espacio vital / 79 Ideas / Blue Vintage / Emmas Design / Heather Nette king / Interiors Porn / Pinterest / Planete Deco / The Style Files

Pinturas blocadas

Como bem sabem, gosto de uma pintura. Ela muda rapidamente o visual e ainda pode preencher aquele cantinho que tá faltando um complemento. Agora, imagine pinturas bem delimitadas, criando efeitos visuais e pontos focais:

Deu vontade ou não? Eu já tô tentando encontrar um lugarzim vago pra falar que falta alguma coisa…E o melhor é que uma pequena quantidade de tinta resolve a questão.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Blog de Damask et Dentelle / Decor 8 / Etxekodeco / Interiors Originals / Planete Deco

Blog no WordPress.com.

Acima ↑