Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

mês

agosto 2014

A personalidade das coisas

Muita gente prefere viver em ambientes sem muitos sobressaltos, com visual mais linear e aspecto mais homogêneo e opta por peças de estilos semelhantes, criando um clima ” mais do mesmo”. Por outro lado, existem aqueles que gostam de pitadas de algo a mais, de um ponto de destaque, e apostam na fusão caro + barato, novo + antigo, chique + rústico.

nicety apoio lavabo

Esse lavabo é uma amostra bem interessante disso. O espelho e molduras têm um quê chique que vem do desenho rebuscado e da cor  dourada e ainda por cima são elementos antigos. Somou-se a isso uma prateleira bastante comum, básica ao extremo. Com mais uma firulinha aqui, outra ali, temos um ambiente completamente singular.

prettystuff.tumblr.com

Aqui temos o toque elegante do veludo na cabeceira associado à rusticidade de um banco e um cesto. Quem diria que o casamento daria certo? Essa troca de valores é surpreendente e prova que um ambiente bacana não se faz apenas com grandes somas, mas com o olhar cauteloso para identificar o item que valerá o investimento e será capaz de transformar o todo.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Nicety Livejournal / Pretty Stuff

 

A expressão de viver bem

Casas perdem o caráter de alicerce e se tornam cada vez mais refúgios e extensões da história e momentos de seus moradores. Com esse conceito, tudo é permitido, e quanto mais trazemos nossas raízes e adicionamos o que para nós tenha uma identidade relevante, mais vamos tornando o jeito de morar especial.

Olhar para as paredes, não enxergar tijolos, mas poder se lembrar daquela viagem onde todo dia era dia de descanso faz um bem danado. Muito do que trazemos na bagagem vale um lugar de destaque, afinal uma boa lembrança merece ser resgatada o máximo possível.

a rural girl table

Esculturas, quadros, enfeites. O arsenal pode ser grande, pode ser eclético, pode ser muito diferente. O que importa é que tenha um significado pra você, traduza seus gostos. E essa é uma maneira bem eficiente de contar quem você é.

planete deco brasil

Deixar à mão e perto dos olhos aqueles itens especiais tornam a vida mais fácil e mais bonita e, no final das contas, acabamos usando muito mais. Então, torne o dia a dia mais bacana expondo coleções, use como elementos de decoração peças corriqueiras, não deixe tudo guardado para ocasiões especiais que acontecem poucas vezes ao ano, porque a gente tem muito final de semana pra brindar nessa vida.

a casa dos outros coleção

Da mesma forma, peças mobiliárias herdadas também integram a lista de elementos que fazem nossa casa ganhar uma maior personalidade. Se não teve a oportunidade de adquirir nenhum exemplar, existem muitos móveis à venda que podemos adquirir para criar cenários totalmente personalizados e/ou que resgatam memórias esquecidas.

referans bar 1

Ter um local só seu dentro de casa, seja um jardim pra cuidar, um pequeno ateliê ou apenas uma cadeira onde se senta para colocar os pensamentos em ordem e apanhar uma frestinha de sol, naquela hora do dia que só você sabe qual é. É um baita chamego na alma e muitas vezes conseguir isso pode ser mais simples do que parece.

casa aberta primárias

Se tiver a chance de encarar uma reforma, não economize nas janelas. Elas são o respiro de qualquer casa, transformam a iluminação, criam espaços arejados, sem dizer que, quando escancaradas, são como braços abertos.

planete-deco1

E pense com carinho naquele corredor esquecido, no quintal abandonado ou até mesmo na garagem. Avalie o quanto um cômodo pouco utilizado pode ser habitado de outra forma, criando uma nova área que te faça muito mais feliz. Garagens, varandas e quintais possuem um potencial enorme e com uma boa cenografia viram áreas de convívio perfeitas.

Lejardindeclaire tree

Morar bem é um exercício de observação, de adequação às mudanças e, sobretudo, de paciência. É um dia por vez e também uma boa soma de alegria.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: A Keeper / Planete Deco / A Casa dos Outros / Referans / Casa Aberta / Casa Abril / Marie Claire Maison

O novo bege

casa tres chic

O bege atual, assim como muitos tons neutros e terrosos, tem se apresentado na decoração de uma  forma muito mais vigorosa, participativa e elegante. Ele vai muito além da antiga parede de cor desmaiada, quase que uma falta de opção, e parte em busca da exploração de materiais, da real sensação de bem-estar sem a mesmice que lhe era tão peculiar.

casa tres chic estante

Com isso, ele vem ganhando espaço nos mais diversos lares, seja em paredes, objetos e móveis, e se torna o neutro com graça que se alia a tramas e elementos naturais abrindo novas possibilidades de combinações.

planete deco 12

Ele é a humanização perfeita para o toque do metal, desponta no couro e na madeira clara, se mescla com o rústico e moderno, e permite que uma infinidade de itens conviva em harmonia tendo como premissa o conforto visual.

planete

design rulz

poppytalk

bloodandchampagne6550

cush and nooks

E as inserções coloridas são bem propícias, se destacam de maneira sutil, viram pontos de interesse sem concorrer com o restante do ambiente.

chic decó

planeteAC3

Esse novo “bege” se mistura com a geometria, assume uma atitude mais despojada e deixa de significar um tom que não imprimia nenhuma atuação para se tornar uma escolha verdadeira,  um ingrediente interessante para quem pretende viver num cenário neutro mas nem um pouco impessoal.

pinterestb

style files

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Casa Très Chic / Planete Deco / Design Rulz / Poppytalk / Blood & Champgne / Cush and Nooks / Chic Decó / Pinterest / Style Files

Transformando tapetes em cabeceira

cabeceira casa abril 1

A cama box chegou para a alegria de muita gente e, junto com ela, vem de brinde o dilema: e a cabeceira? Mesmo a procura tendo aumentado bastante, ainda sinto a oferta um tanto acanhada, as opções costumam ser bem restritas e os preços nem sempre são dos mais convidativos. Mas esse cenário pode contribuir para que coloque suas habilidades em prática e invente sua própria cabeceira, sendo que muitas vezes as ideias nem são das mais complicadas.

casa abril cabeceira

Pequenos tapetes coloridos costurados lado a lado se transformam numa cabeceira despojada, com custo bastante modesto e com grau de dificuldade de execução bem amigável.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Casa Abril

 

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑