Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

Categoria

Passeios da semana

O clássico branco e preto em dose tripla

A combinação é básica, super democrática, elegante, não sai de moda e realça muito qualquer elemento coadjuvante. Com tantos atributos, não me surpreende que essa semana tenha visto e ficado encantada com tantos cafofos que fizeram uso dessa base, cada qual a sua maneira, mas todos  priorizando os pormenores, que os tiraram daquele visual bastante comum e duro quando se elege apenas duas cores marcantes numa paleta.

Muita luz natural, objetos muito discretos garantindo uma pitada colorida e o toque da madeira foram os artíficios para quebrar a ditadura do branco e preto nesse apê do My Scandinavian Home:

foto 2

foto 3

foto 4

foto 6

Esse outro encontrei também no My Scandinavian Home, com uma proposta que insere um mobiliário em tons neutros e itens com apelo retrô. Muito mais recheado de objetos, oras com estampas geométricas, oras mesclando tons vibrantes com  pastel, também é um bom exemplar do branco e preto sem monotonia:

foto 7

foto 9

foto 12

E, no Planete Deco, encontrei esse que fica no meio do caminho dos anteriores, igualmente encontador, mas com algumas pitadas um pouco mais contemporâneas:

foto 13

foto 16

foto 15

foto 18

Cicando nos links, poderá fazer um tour pelos três e poderá reparar em cada particulidade e notar o quanto o bom e velho branco e preto é fantástico e permite inúmeras possibilidades.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Anúncios

Passeios da semana

IMG_2354

Areia branca, um sol de deixar qualquer miolo mole, uma rica mistura de ritmos e culturas que a torna singular. Assim é a Bahia, terra de muitos encantos, das estampas floridas, do cimento colorido, da parede sem acabamento.

O viver junto não se limita apenas às etnias, mas é o bem morar com o céu, a terra e o mar, representado numa maneira despojada de decorar, onde tudo ganha um movimento pra lá de peculiar.

No primeiro post do ano, divido com vocês algumas fotos sensacionais desse livro que ganhei, onde a simplicidade é a palavra de ordem.

IMG_2355

IMG_2356

IMG_2357

IMG_2358

IMG_2359

IMG_2360

IMG_2361

IMG_2363

IMG_2364

IMG_2362

O livro é esse aqui:

IMG_2353

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Passeios da semana

Esse passeio começou há muitos anos atrás, numa casa de fazenda, quando me encantei por um criado-mudo e meu pai o comprou. Mal poderia imaginar que esse seria o início de uma grande paixão.

De lá pra cá, nunca mais entrei em qualquer lugar sem reparar nas peças mobiliárias, principalmente nas dotadas de pé palito.  Dizem que, quando gostamos muito de algo, esse algo surge em nossa vida. Isso aconteceu comigo várias vezes…

Foram tantas vezes, em situações tão inusitadas, que achei que aquilo poderia ser alguma espécie de apelo e resolvi dar atenção: restaurar essas peças e dar uma nova cara a elas.

E o Forma:Plural é uma extensão desse meu gostar somada a algumas experiências. Aqui tenho a oportunidade de aprender todos os dias, tirar muitas ideias para o meu cafofo e trazer algumas sugestões pessoais.

Conheci gente pra caramba, testei inúmeros tutoriais, dividi muitos momentos. E hoje venho dividir mais um que me deixou muito feliz, um presente antecipado de Natal recebido pela revista Casa Claudia:

305963_3948435433806_14802883_n

Ter o blog mencionado numa revista da qual tiro muitas referências foi uma experiência muito especial e impossível não recordar de muitas histórias que ajudaram a construir esse blog.

O primeiro móvel antigo a gente nunca esquece, assim como o primeiro post. Nas minhas andanças de garimpagem, sempre tenho a sorte de conhecer pessoas sensacionais, e o Seu Zé foi uma delas. Aqui tem seu depoimento.

Pra mim, casa sempre foi algo com um significado muito forte, preciso me encontrar dentro dela, e ela refletir minhas mudanças e da minha família. E isso aprendi com minha avó materna, a que citei nesse post:

knack

E o resultado do que posso chamar de primeira experiência com decoração veio de um texto escrito pela minha filha, que postei aqui.

Da minha primeira casa à atual, passei por muitas cores, a família mudou, eu mudei. E esses são os detalhes do meu refúgio atual, com outras fotos aqui:

Untitled Book

Foram várias mudanças e acontecimentos nesse período de vida do blog e a falta de tempo fez com que precisasse dar um freio na produção das peças. A última que postei foi essa, mas espero em breve fazer um novo post do meu recém achado:

img_1531a

E, claro, não poderia deixar de lembrar do cara que proporcionou a primeira peça da minha vida. Esse post fiz em homenagem ao meu pai, no dia em que completaria 75 anos.

E o Forma:Plural é um catadinho disso tudo: pessoas que fazem e fizeram parte da minha vida, acontecimentos, referências, manualidades. Um pouco de tudo aquilo que procuro colocar dentro da minha casa.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Passeios da semana

Quem nunca se perdeu, por um bom tempo, fitando a foto de algum ambiente? Pode até ser de um espaço que não tenha elementos que nos agradam totalmente, mas que o conjunto plástico o torna sensacional.

É o tal olhar do fotógrafo, aquela pessoa capaz dar vida àquilo que é imóvel, até mesmo “recriando” alguns ambientes através de sua interpretação.

E pra essa semana é isso que separei, dois posts que me inspiraram bastante publicados no Desire to Inspire. O primeiro é da fotógrafa Joanna Henderson, onde as cores têm um papel fundamental:

E o segundo é do fotógrafo Mark Bolton, também com belíssimas fotos, que a mim transmitiram a maneira de viver das pessoas por onde ele clicou:

Espero que tenham gostado também!
Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Passeios da semana

Pra essa semana,  fiz a seleção de três casas que possuem um ponto em comum: a falta de pressa. Seja no momento da reconstrução ou decoração, tudo nelas foi realizado aos poucos, ora preservando-se muitos itens originais, ora dedicando um bom tempo ao garimpo das peças.

Começarei pelo Design Sponge, com a belíssima residência de duas irmãs, onde a fantástica decoração envolve muitas peças garimpadas em viagens:

Essa, que vi no Planete Deco, é fruto de um excelente trabalho de renovação de uma construção datada de 1913, onde muito de sua história arquitetônica foi preservada:

O retrato de uma casa meticulosamente montada veio do The Design Files, onde cada uma das peças foi cuidadosamente selecionada:

As três exemplicam o famoso ditado: a pressa é inimiga da perfeição. Nesse caso, perfeição daquilo que faz sentido dentro do que nos agrada e torna nosso espaço um lugar bacana para se viver. Se clicar nos links, poderá fazer o tour pelos cafofos.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Passeios da semana

Nesses últimos dias não rolou muita zanzada por aí por conta da correria toda no trabalho. Tenho uma produtora junto com o marido e, quando o bicho pega, tumultua a vida de maneira geral.

Mas, em alguns momentos, o blog e meu dia-a-dia se cruzam e foi o que aconteceu com o último trabalho que realizamos, uma expedição de 50 dias pela Noruega, Groenlândia e Svalbard.

É a produção do programa Kaiak para o Canal Off, com 13 episódios, que irá ao ar em Janeiro. Infelizmente, não participei da viagem, mas pirei quando vi o material.

Quanta moradia nórdica publico por aqui e agora tive a oportunidade de ver o “quintal” dos caras. Adorei e espero que curtam também!

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fotos: Alê Socci

Passeios da semana

Casas pelo mundo. Sempre revelam algum tipo de combinação que, mesmo não sendo exatamente seu número perfeito, já acende uma luz de possibilidade. Essa, do Praktyczne i Piekne, tem um apelo romântico, mas sua base neutra permitiu a inserção  de elementos étnicos e urbanos, criando uma unidade visual agradável:


Seguindo a linha industrial comum aos lofts, esse do Planete Deco não fugiu à regra, mas revelou a possibilidade de muitas intervenções clássicas:

Os tradicionais apês escandinavos são referências certas para quem busca o bom proveito tirado de móveis sob a janela, como esse do La Maison D’anna G.:

E no Alvhem está a prova de que  poucos metros quadrados podem se tornar sensacionais:

E para aqueles que o espaço não é problema, a deixa veio do Home&Garden com uma sala de estar a céu aberto:

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Passeios da semana

Acho sensacional o minimalista,  agregando tanta beleza com tão poucos detalhes. Mas confesso pra vocês que não consigo fazer isso na minha casa.

Sempre acho que falta uma pitada de cor aqui, uma peça naquele cantinho, um abatjour com uma estampa geométrica e, quando me dou conta, o espaço se tornou um catadinho das minhas referências prediletas.

Estampas sempre ocuparam o topo da minha lista.  Elas se alternam dependendo da época, mas nunca ficam de fora. São elementos que conversam bem com todos os estilos, embora particularmente curta bastante o ” tudo ao mesmo tempo agora”, como essa foto que vi no Bohemian Vintage:

Criar estampas deve ser um trabalho delicioso, ao mesmo tempo em que exige um apurado senso para eleger a paleta de cores e muita pesquisa. Esse belíssimo trabalho, que vi no blog An Indian Summer, tem sua abordagem influenciada pelo folclore, contos de fadas, natureza, com uma pegada bastante contemporânea:

Bem bacana, né? Mas nada se compara ao trabalho da própria natureza. Fiquei boquiaberta quando me deparei com a foto dessa árvore no Inspire Bohemia, chamada Eucalyptus deglupta. Ela é nativa das Filipinas, Nova Guiné e Indonésia e, ao contrário dos eucaliptos com que estamos familiarizados, ela não exala nenhum tipo de óleo. Sua casca é bem fina e, conforme se descama, vai revelando essas fantásticas cores que se assemelham a um arco-íris:

Por falar em natureza, temos mais é que preservar o que nos resta. Por isso mesmo, essa loja situada em Madrid, que vi no Blue Vintage, me chamou tanto a atenção: muitas peças produzidas a partir de madeira, ou melhor, ripas de madeira. Boas ideias para se fazer a partir de pallets que temos em abundância ou com sobras das ripas usadas em construção:

Mas não é só de ripa não que se faz reaproveitamento. Móvel antigo, que perdeu sua função, pode render um novinho em folha e virar a atração do seu lar doce lar, como foi o caso dessa cabeceira que vi no Jeito de Casa e se transformou num incrível banco:

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Passeios da semana

Quanto mais a gente anda por aí, mais se surpreende com a criatividade das pessoas.  De bons tempos pra cá,o que era facilmente descartado pode e deve ter uma segunda chance.

E, melhor que isso, algumas ideias não necessitam de extrema habilidade manual, como o caso dessa seleção de vidros de conservas que vi no Decor To Adore:

Elementos de decoração reciclados se tornam cada vez mais presentes no cotidiano das pessoas, ajudando a criar um clima muito pessoal no cafofo e segurando o consumismo desenfreado, como essas peças do Espacio Vital:

Os novos usos também não ficam atrás no quesito criatividade. Levando a sério o ditado ” quem não tem cão, caça com gato”, confira a seleção da Claudia do Casa Studio:

Ou essa ideia bem bacana do Copy & Paste:

Executar um projeto é uma verdadeira terapia para essa maratona maluca diária em que vivemos. Comprar pronto não tem o mesmo gostinho e poder preencher aquele espaço que falta com algo como esses copinhos-lanternas do Rebeccas é demais:

Tem gente que decora a casa toda com material recuperado e muita imaginação e dá super certo. Veja esse apê da La Maison d’Anna G.:

Essas ideias não funcionam bem apenas em revistas, como disse a Lilly do Blog da Reforma, que fez esses vidrinhos para decorar a festa do filho:

Dê uma chance e tente fazer alguns projetinhos em casa. Talvez se surpreenda com o resultado. A Semíramis, do Mãe da Lola, não teve dúvidas e, com uma lixadeira emprestada e inspirada numa estampa floral, renovou e fez bonito nessa cômoda:

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑