Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

Categoria

Pequenos espaços, grandes ideias

Para o lavabo

ig-casa-e-jardim-avabo

Sabe aquelas ideias que te encontram no momento certo? Pois é, essa foi uma delas. Ela me achou na hora em que passava por uma crise das boas com meu lavabo…Na real, faz um bom tempo que discutimos a relação, tentamos achar uma alternativa mais simpática pra pendurar a toalha, mas nunca chegamos num consenso. Experimentamos diferentes locais, testamos toalhas de vários tamanhos, mas tudo não passou de mero desgaste. Mas agora tudo vai mudar: toalhas de papel elegantemente acomodadas numa cestinha vão roubar a cena na bancada da pia e, junto com mais algumas firulinhas, certamente farão do lavabo um sujeito muito melhor.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram aqui.

Fonte: IG Casa&Jardim

 

Pequenos jardins

casa-abril-small

Esse é mais um daqueles espaços externos pequenos que tornam nossas esperanças gigantes, pois nos faz perceber que pouco importa o tamanho que se tem, mas sim o que se faz com ele. Plantas contornam todo o espaço e, mesmo que não seja possível contar com árvores como nessa referência, vasos com espécies de maior porte dão conta do recado. O piso preenchido por pedriscos juntamente com uma pequena passarela de madeira de demolição conferem ares rústicos e repleto de graça, enquanto todo o mobiliário é um convite e tanto para horas de um animado bate-papo. 

pinterest

Esse aqui também é um exemplar bem interessante e até diria ser total flex, afinal um painel de madeira com jardineiras floridas nos dá a liberdade de tornar qualquer mini espaço um cenário verde lindão.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram. Venha conhecer nossa lojinha aqui.

Fontes: Casa Abril e Pinterest.

Quando o corredor vira jardim

casa e jardim corredor jardim

Como diz o velho ditado: “quem não tem cão, caça com gato” ou, quem não tem jardim, improvisa no corredor! E não é que funciona e pode ficar bonito pra caramba? Um pequeno trecho do piso vira um canteiro, um conjunto de vasos cria um volume digno de um belo jardim e orquídeas presas à parede completam a obra, formando um maciço verde muito agradável bem ali, no corredor. Para que funcione de verdade, é preciso ficar atento à iluminação do local para a escolha das plantas certas à área que tem disponível e, a partir daí, desfrutar de um cantinho mega especial. E não esqueça de acrescentar alguns caprichos, como vaga para se sentar, uma mesinha lateral, alguns enfeites e até uma iluminação, que poderá fazer desse espaço o mais delicioso naquelas noites de verão.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram. Já conhece nossa lojinha? É só clicar aqui.

Fonte: Casa&Jardim

Pequena e cheia de bossa

decoralia.es

Não há metragem pequena e difícil o suficiente que não se renda a uma boa ideia. Essa varandinha aí que o diga! Num espaço estreito, meio sem graça, a grande sacada desse ambiente foi a utilização do espaço vertical: o painel de ripas de madeira deu um efeito sensacional na parede e criou o cenário perfeito pra receber mesa e cadeiras. Pra finalizar, tapete, plantas e luminárias entram em cena dando o tom acolhedor. E assim, com um projeto bem descomplicado,  surgiu o cantinho externo dessa casa, um tremendo luxo para desfrutar nos dias atuais.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Decoralia

Uma bela recepção

inicio

Abrir a porta e logo de cara se deparar com um belo recinto é uma excelente maneira de recepcionar bem quem chega e também dar uma alegriazinha extra toda vez que voltamos pra casa. No entanto, hall de entrada não costuma ser um espaço muito fácil de lidar: sujeito normalmente estreito que, além de servir como passagem, possui a função de guardar alguns pertences.

Aliar espaço ingrato com funcionalidade e boniteza parece tarefa muita árdua, até percebermos que com um bocado de capricho e algumas ideias dá pra desenvolver um hall capaz de causar uma bela impressão. Pintar a porta, taí uma saída interessante e econômica, que imediatamente muda a atmosfera do local. Pra acompanhar, um tapete com uma estampa marcante, um móvel de apoio nas dimensões adequadas à área disponível e alguma(s) graça pra enfeitar a parede.

Com os itens “maiores”  orquestrados, é o momento de acrescentar os acessórios, elementos fundamentais para dar vida e movimento ao ambiente. Em cena entram porta-tranqueiras para acomodar pequenos pertences, plantas e algum mobiliário de porte modesto que possa servir como um apoio adicional. E pra fechar, é caprichar numa iluminação que coloque todo o trabalho e execução em evidência.

oldbrandnew2

oldbrandnew3

oldbrandnew4

oldbrandnew7

colocar

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Old Brand New

Habitando a esquina

design files

Esse post é uma dose de esperança para aqueles que ainda acham que o espaço de encontro entre as paredes é um canto ingrato, que não presta pra nada ou que, para torná-lo bacana, são precisos acessórios especiais pra essa finalidade. Pois essa questão pode estar muito mais relacionada à diagramação do que se imagina, basta reparar nessa feliz composição, onde prateleiras convencionais deram conta do recado. A boa disposição entre elas, juntamente com os objetos que carregam, gerou um resultado super harmonioso. E pra fechar com chave de ouro e conferir um movimento ao conjunto, um belo vaso suspenso entra no cenário. Bom pra gente aprender que não existem espaços impossíveis, existem espaços mal observados.

design files1

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: The Design Files

Canto alemão prafrentex

decoholic small1dining-table-eat-in-small-kitchen-idea-3

Trata-se do bom e velho canto alemão, aquele que se encaixa bem na esquina da parede e perfeito para metragens justas, só que com uma carinha menos pesadona, muito mais simpático e com a mesma funcionalidade da versão original. A mesa redonda ajuda a dar um movimento bacana no layout, almofadas coloridas doam descontração e a parede decorada pontua o despojamento. Essa é uma daquelas releituras que valem a pena.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Decoholic

Para o que falta

Casa que é casa sempre falta uma coisinha aqui e outra lá e vamos sentindo isso à medida em que vamos explorando e vivenciando todos os seus cantinhos. Às vezes falta espaço, outras horas falta sentimento, e assim a vida segue. Pra resolver muitos dos casos, nem sempre precisamos de soluções muito mirabolantes, e é essa a proposta desse post, ideias que podem colaborar no caso da “falta de” e tornar a casa um lugar bem mais bacana pra viver.

Identidade

casa vogue

Às vezes passamos os olhos ao redor e sentimos a casa sem personalidade, sem conseguir contar quem mora nela. Pra esses casos, uma coleção é uma boa pedida, pois é uma forma eficiente de trazer um bocado de nossa história, nossos gostos, nossas andanças pra dentro de casa. Isso se estende a obras de arte, fotografias, livros, lembranças de viagens.

Vagas

cepaynasi

A mesa é pequena sim, mas de que adiantaria uma mesa maior se ela não caberia no espaço disponível? O jeito é trocar cadeiras por bancos, que apertando um pouquinho sempre cabe mais um. Para salas, os pufes com rodízios são ótimos, e podem ser acomodados sob algum móvel, ser usados como mesas auxiliares ou ficar num cantinho quando não estão em uso.

Aconchego

decoholic

Abrir a porta e sentir um abraço, é isso que a gente gosta numa casa. Tudo bem que alguns espaços são difíceis de lidar, mas um ou outro cantinho podemos formular de um modo tão especial que a casa toda sai no lucro. É o conjunto de cantinhos especiais que criamos que fazem a casa ser aconchegante.

Um toque elegante

design files black

Seja lá qual for o estilo de sua casa, a madeira é sempre uma grande companhia. Ela é elegante por vocação, combina com tudo, ao mesmo tempo em que traz um conforto visual incrível. Se estiver expressa em móveis antigos, melhor ainda, porque podem vir adicionadas de muitos anos de história.

Papel de parede

glitter for breakfest

Queria aquela parede preenchidona, com graça, cor, alegria; mas não tá a fim de arriscar em nenhum papel de parede? Pois estantes repletas de livros, um montão de quadros ou mesmo uma composição que misture tudo pode resultar no mesmo efeito do papel de parede e ainda  ser totalmente personalizado.

Cor

histórias de casa

Adicionar cor é um dos truques mais velhos e que não costuma falhar. Uma das apostas que costumam ser bem felizes em muitos casos é a mistura de tons abertos com fechados, pois se harmonizam perfeitamente e causam um impacto enorme.

Espaço ingrato

sojorner

Quase toda casa tem um espaço difícil de decorar, seja pelo uso que se faz dele ou por conta de sua metragem. A alternativa pode ser uma ideia que mude a forma como enxerga esse espaço, como uma pintura no teto ou uma ousadia no piso. De sem graça e ingrato, o espaço pode se tornar o centro das atenções.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fontes: Casa Vogue / Cepaynasi / Decoholic / Design Files / Glitter for Breakfast / Histórias de Casa / Sojorner

 

Composição de quadros + arandela

camillestyles arandela

Uma bela composição de quadros na parede é um suspiro sem fim, uma dose de cor e personalidade e, em alguns casos, uma ótima saída para substituir o papel de parede. Por outro lado, o efeito de uma iluminação bacana é matador, cria aquele climinha perfeitamente acolhedor, realça um objeto do qual gostamos muito, tem apelo intimista. Então, que tal unir isso tudo?  O resultado é uma composição arrojada capaz de fazer qualquer parede se sentir especial.

cush and nooks

Embora o projeto acima seja comercial, é inspiração das boas pra levarmos pra casa. Nas duas referências, há um diálogo muito bom entre os quadros / molduras e as arandelas, e é justamente aí que mora o segredo do sucesso. E uma das coisas que mais achei bacana nessa combinação é que funcionam bem em diversos tipos de paredes, até mesmo naquelas que sempre nos faltam ideais, como parede ingrata de corredor. Além de fugir da mesmice, ainda fica iluminada!

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Camille Styles / Cush and Nooks

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑