Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

mês

agosto 2013

Espaço multifunção

Enquanto uns travam verdadeiras brigas com os centímetros a menos, tem gente que sabe aproveitar ao máximo cada pedacinho disponível e é capaz de fazer um ambiente valer por muitos, como esse que é sala, sala de jantar, home office e ainda pode acomodar hóspedes. A fórmula de sucesso pode ser resumida em três etapas: cuidado com as proporções, utilização de peças curinga e uma boa diagramação.

Screen Shot 2013-08-30 at 2.49.52 PM

Todas as peças mobiliárias de um determinado ambiente devem condizer com o espaço disponível. Um sofá enorme numa sala pequena não rola, assim como também não fica nada agradável ao olhar um sofá minúsculo numa sala com proporções avantajadas.

O uso de peças que possam desempenhar mais de uma função são grandes aliadas quando se fala em funcionalidade e recintos pequenos. Na foto acima, a mesinha lateral decora na maior parte do tempo, mas pode desempenhar o papel de uma mesa de apoio para servir quem está no sofá ou na mesa de jantar. E, por falar nela, está super bem acomodada na parede e ainda funciona como uma boa mesa de trabalho. E, por fim, o pufe acomoda os pés e vira mesa de centro.

A diagramação bem elaborada torna o todo muito mais harmonioso, deixando tudo em seu devido lugar e garantindo que haja uma boa circulação. Embora essa sala esteja repleta de móveis, repare que todos os cantinhos podem ser habitados sem tumultuar o meio de campo.

Com direito a muitos itens decorativos, que são excelentes pontos de fuga visuais, um tapete na medida correta e uma cortina para filtrar a luz ajudam a criar um clima de aconchego, mostrando que os espaços diminutos podem sim ser bonitos e polivalentes.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Time for Deco

Anúncios

Em preto

Eita cor que mete medo em muita gente, seja para ser usada numa parede, num móvel ou até mesmo em acessórios. Realmente, ela é dotada de uma dramaticidade acentuada, mas também é dona de uma elegância bastante peculiar.

Talvez a forma mais comum aceita seja no formato de estampa, onde mesclada com branco cria padrões encantadores, capazes de acolher uma vasta paleta de cores:

dustjacket attic1111

casa chaucha patio

moody's home 88543

style essentials a

pargy 299543

Um padrão preto e branco é muito democrático, sem dizer que confere uma textura rica a qualquer ambiente. Mas o que dizer de uma parede em preto?

haya-decor 8886543

o móvel 22

poppytalk 231

Ela faz todos os elementos se destacarem muito mais e, embora toda sua face dramática permaneça, ela não deixa necessariamente um visual carregado, faz os cenários se tornarem muito mais evidenciados. Claro que o cuidado com as “companhias” e com a iluminação é fundamental, vale observar a quantidade de pontuações coloridas que temos em todos os espaços. Mas, de nada adianta ter uma imensidão de elementos coloridos se a luz não colaborar, mas convenhamos que isso também se aplica a paredes de outras cores. Com uma quantidade generosa de entrada de luz, até as cozinhas se renderam ao preto:

casa abril cozinha cimento e preto

decocrush black kitchen

E claro que as zonas mais claras não poderiam ficar de fora:

Botte Secrète 2

pinterest 44444

Um toque de preto é uma dose instantânea de elegância nos itens mais simples:

79 ideas 99993

emmas designblogg 13

E uma afirmação que o clássico preto nunca sai de moda:

Usta Giremez 22

pinterest 37 listra

zsa estante preta

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Dustjacket / Casa Chaucha / Moody’s Home / Style Essentials / Pargy / Haya Decor / O Móvel / Poppytalk / Casa Abril / Decocrush / Botte Secrète / Pinterest / 79 Ideas / Emmas Designblogg / Usta Giremez / Pinterest / ZsaZsa Bellagio

Marcenaria esperta

Cama nas alturas já não é novidade pra ninguém e muita gente já aderiu. Com o espaço que sobra, dá pra bolar inúmeras soluções, como essa que contou com um mini closet muito bem bolado, com direito a porta de correr que garante que os itens não fiquem cheios de poeira. De quebra, ainda ganhou um belo nicho decorativo, uma bancada para estudos / trabalho e uma iluminação embutida que facilita um bocado. Um projeto bem flexível que pode ser adotado num quarto convencional, de hóspedes e é uma excelente alternativa para quem vive em kitnet.

deinspirate.tumblr.com 33

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Deinspirate

A minha primeira parede branca

Excetuando as paredes de azulejo de uma lavanderia e duas cozinhas , nunca pintei nenhuma outra de branco. Acho que quando a gente entra numa casa, seja alugada ou própria, rola aquela conversa rápida onde flagramos a entrada de luz, reparamos no piso, pensamos nos nossos móveis ali dispostos e, logo em seguida, as paredes sussurram em nossos ouvidos a cor que gostariam de ter. E nunca nenhuma me pediu para ser pintada de branco.

Com minha casa atual, para a qual me mudei faz uma semana, a conversa foi bem diferente, para o total espanto da família inteira. Enquanto muitos se assustam com as cores fortes, por aqui o desespero geral era viver numa casa branca. Depois de provar minha sanidade,  e explicar em detalhes que ela seria “praticamente” branca e que teríamos uma cozinha cinza, uma parede roxa aqui, uma azul ali, os ânimos se acalmaram um pouco.

Ainda tem muita coisa para ser feita, algumas caixas para serem desfeitas, e a conversa ainda renderá um bocado. Os cantos a serem descobertos são muitos, tem muita vaga adormecida à espera de uma boa dose de carinho, mas aos poucos chegaremos lá, com direito a muitas risadas, bastante bagunça pelo caminho e, claro, muitos móveis velhinhos e estampas.

sala

sofa marrom

jantar

sofa verde

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Livre escolha

Sempre me identifico com os cafofos que são pura miscelânea. Lá em casa, ou em qualquer uma onde morei e para a qual me mudarei brevemente, funciona assim. É uma coisa que vem de dentro, os olhos precisam encontrar os itens conhecidos e também detesto ter que manter tudo guardadinho, dá um trabalho danado. Então, vez ou outra rolam umas conversas meio atravessadas entre os objetos e cores, mas depois a gente reposiciona, ajusta e fica tudo harmonioso ( pra gente! ). Parede que é parede tem alguma coisa pendurada, a cadeira precisa ser confortável mas não adianta nada se tiver uma cor que não agrade, bobeirinhas carregam lembranças desde que possamos vê-las. Criar sua própria versão é um desafio, sempre tem bastante tropeço pelo caminho, mas é o jeito mais eficiente de viver numa casa que realmente te represente.

ma1302_i_janinade_03_hmr 1

ma1302_i_janinade_07_hmr 2

ma1302_i_janinade_09_hmr 3

ma1302_i_janinade_12_hmr 4

ma1302_i_janinade_32_hmr 5

ma1302_i_janinade_06_hmr 9

ma1302_i_janinade_36_hmr 6

ma1302_i_janinade_38_hmr 7

ma1302_i_janinade_04_hmr 8

ma1302_i_janinade_09_hmr 3

ma1302_i_janinade_11_hmr 10

ma1302_i_janinade_24_hmr 11

ma1302_i_janinade_30_hmr 12

ma1302_i_janinade_33_hmr 13

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Donkey and the carrot

Saídas de mestre

Vira e mexe a gente tromba com ideias surpreendentes, seja pelo uso de um material inusitado para determinada finalidade como o uso convencional num local mais que certeiro.

Estamos carecas de ver e ouvir falar sobre o poder dos espelhos, mas espelho na cozinha é coisa bem rara e aqui o efeito é chocante. Duplicou o tamanho do espaço só na ilusão de ótica ( até difícil sacar, perceberam?):

apart therapy

Quem não viu a famosa treliça na casa da vó ou de alguma tia? Ela servia para separar muitos espaços externos e de quebra ainda virava suporte para plantas. Para quem acha que a treliça foi esquecida, olha ela aí no fundo dos nichos. Continua sendo um ótimo recurso para “fechar” sem comprometer a luminosidade:

thefoxtrotter.fr treliça

E uma pilastra camuflada com concreto aparente serviu de suporte para prateleiras igualmente rústicas, que assumiram o caráter de  um móvel com múltiplas utilidades:

casa abril hall

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Apartment Therapy / The Foxtrotter / Casa Abril

Cozinha com passa-prato

Integrar a cozinha à sala de estar pode ser um dilema para a maioria pois, ao mesmo tempo em que se ganha com iluminação e integração dos ambientes, muitas vezes não queremos que alguns aspectos sejam revelados, como o cheiro do preparo dos alimentos, o piso e até mesmo aquela baguncinha que pode estar acomodada na pia. É aí que entra o modelo passa-prato, onde se preserva uma boa parte da parede, que poderá camuflar alguns itens indesejáveis.

casa abril 55439

A vantagem de se optar por um passa-prato é que, em espaços bem apertados, acompanhado de cadeiras ou banquetas altas ele poderá funcionar como mesa e, se adicionar portas de correr em sua abertura, os ambientes poderão ser completamente isolados toda vez que desejar.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Revista Minha Casa

Qualquer lugar vira jardim

45921_555241851188840_874180187_n

Escolhendo as espécies certas para os ambientes onde pretende criar seu pedacinho verde, é possível elaborar belos jardins em casa. Com um bocado de criatividade e um pouco de dedicação, qualquer lugar é lugar e, pra te dar uma forcinha nessa empreitada, seguem algumas sugestões. E para quem nunca cogitou essa ideia, quem sabe consigo convencer a adoção de pelo menos um vasinho? 🙂

atelier rue verte

casa abril 443

casa claudia

cosas de palmichula 444

design rulz wall

entrei e te conheci jardim

etxekodeco garden

for-interieur home office

johanna-vintage.blogspot.com.br

referans 332

referans samambaia

casa abril sam

revista casa e jardim

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Atelier Rue Verte / Casa Abril / Cosas de Palmichula / Design Rulz / Entrei e te Conheci / Etxekodeco / For Interieur / Vintage / Referans / Revista Casa e Jardim

Boas ideias em 60m2

Imagine um apê todo estiloso, com soluções ao estilo “faça você mesma” e com um layout bem interessante, onde móveis funcionais driblam a falta do espaço e muitos objetos garimpados o recheiam com personalidade. Pode ser que o que tenha em mente não seja exatamente como esse, mas garanto que daqui poderá tirar boas inspirações não apenas para 60 m2. Repare que a mesa pode funcionar como ilha para preparo dos alimentos e, nas horas vagas,pontua o espaço que comporta cozinha, sala de estar e jantar. Um móvel de metal em linhas retas camufla qualquer item que precise ser armazenado, enquanto seu tampo expõe belos objetos. Como metragens diminutas ornam com prateleiras, aqui também temos excelentes exemplares, incluindo um modelo flutuante que faz as vezes de uma mesa de trabalho. Até mesmo o hall de entrada, bastante estreito, não escapou de um mobiliário que se ajustou muito bem, incluindo como decoração os próprios pertences pessoais. E, por fim, um quarto bem resolvido, com uma cama feita com canos e almofadas bacanudas produzidas com retalhos. Novamente, é a criatividade e o comprometimento que fizeram a diferença.

tdot-condo-kitchen1

tdot-condo-living-2

tdot-condo-shelf3

tdot-condo-white-shelves4

tdot-condo-entry5

tdot-condo-desk6

tdot-condo-bedroom7

tdot-condo-bedroom8

Curta a page do Forma:plural no Facebook aqui.

Fonte: Style at Home

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑