Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

Tag

neutro

Ambiente sem fronteiras

As paredes saem de cena e abrem alas para a luz inundar os ambientes, assim, desse jeito. Quanto menos fronteiras visuais, melhor. Quanto mais luminosidade e circulação do ar, melhor. E, em tempos onde cada vez mais as metragens diminuem, é natural que os ambientes desempenhem mais de uma função, se tornem totalflex por excelência. Num reino onde tudo passa a acontecer junto e misturado, um mínimo de ordem visual é fundamental para tornar o todo mais harmonioso, como essa sala bacanuda do El Mueble. Aqui, nota-se um cuidado com as proporções: ambientes enxutos pedem mobiliário enxuto. Além disso, a predominância do tom da madeira ajuda a criar uma unidade, enquanto elementos pontuais quebram o gelo geral sem muita algazarra. A composição de quadros ajuda a dividir as funções do ambiente, bem como o tapete delimita a área principal. São as fronteiras visuais sendo quebradas pelas novas fronteiras conceituais.

Siga o Forma:Plural no Instagram e no Facebook.

 

A cara do domingo

jurnaldedesigninterior1

Essa é uma daquelas casas com cara de domingo, onde parece que o dia corre devagar e com cheiro de preguiça. Tudo nela tem aspecto de descanso, com sofás repletos de almofadas pra se jogar até livros que nos levam para terras distantes. Uma casa que também é um convite pra um gostoso bate-papo; nada muito sério, apenas divagações com direito a uma boa vista. Acolhedora e contemplativa, daquelas onde se cozinha com visitas e o almoço se estende até o café da tarde. Com chuva, sol, frio ou calor, ela é como um abraço conhecido: confortável e repleta de delicadezas sutis.

jurnaldedesigninterior2

jurnaldedesigninterior3

jurnaldedesigninterior4

jurnaldedesigninterior5

jurnaldedesigninterior6

jurnaldedesigninterior7

jurnaldedesigninterior8

jurnaldedesigninterior9

jurnaldedesigninterior10

jurnaldedesigninterior11

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram. Já conhece nossa lojinha? É só clicar aqui.

Fonte: Jurnal de Design Interior

Uma boa referência

houzz

Quando vi esse ambiente, de pronto enxerguei um recinto sóbrio, mas bastou gastar só mais um tempinho pra reparar no detalhe sutil doando textura à parede enquanto os quadros a colorem, as distintas estampas que cobrem os estofados, a excelente paleta de cores que harmoniza o todo. Boas surpresas que quebrarem a mesmice que tanto imaginei encontrar no primeiro momento! E a mesa lateral? Baita escolha interessante tanto no tamanho quanto altura. Não é exatamente um aparador nem uma mesa lateral, mas herdou dos dois suas melhores qualidades para o contexto em que está. É o tipo de ambiente que vale como uma ótima prova de que uma boa curadoria de itens faz toda a diferença e mostra que nem toda ousadia é necessariamente extravagante.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Houzz

Interiorizando o exterior

justina 2

Logo mais o verão dará as caras e com ele vem aquela vontade de curtir o espaço externo pra relaxar depois de um dia de labuta, receber os amigos com descontração e tirar o máximo proveito que uma área externa pode proporcionar. Mesmo esse sendo o desejo de muita gente, a real é que nem todo mundo dispõe de nem uma varandica pra chamar de sua. Então, que tal  uma ludibriada boa na sala pra criar um climinha “pé pra fora” ?

casa très chic Sofpa-450x600

Uma boa maneira de se atingir esse objetivo é apostar em tons terrosos, que vão desde o sutil areia até os marrons mais quentes, pois eles possuem uma grande facilidade de nos transportar visualmente para a natureza. Sempre elegantes, podem ser super contemporâneos dependendo das companhias que lhes arranjar, além de terem um efeito tranquilizante e serem ótimos para combinar com uma gama enorme de cores.

el mueble pequena

Vale investir nas diferentes tramas de tecidos e no mix de materiais naturais, sem esquecer que os pequenos objetos ajudam a constituir uma atmosfera mais personalizada e intimista. Vale estátuas, bowls artesanais, cestos etc, e sempre tenha por perto o toque da madeira e, para um visual mais moderno, o cobre é um excelente aliado.

Lonny.com 3

E não se limite ao conceito de que móveis para área externa só devem ser usados na área externa. Traga-os pra dentro, afinal a ideia aqui é driblar a arquitetura e ser capaz de fazer uma alusão àquela varanda que você não tem. Normalmente esses móveis são super confortáveis e podem substituir alguns mobiliários convencionais.

casa abril

Não podemos nos esquecer que esse tal lado de fora que pretendemos trazer pra dentro pode envolver o céu, o sol, o mar, as flores. Embora seja uma proposta um pouco mais ousada, as cores fortes podem ser utilizadas para nos remeter a esses elementos. O degradê é uma pedida interessante, afinal tem uma característica suave ao mesmo tempo em que carrega um teor de atrevimento que pode até dispensar o uso de muitos acompanhamentos,  e pode invadir cortinas, almofadas e até uma parede inteira.

justina blakeney sun

Uma outra maneira é usar as cores sem dó nem piedade, com contrastes bastante vivos que se parecem um radiante dia ensolarado. Capriche na descontração, crie assentos extras com almofadas que podem se espalhar pelo tapete, pontue com tinta os itens que pretende realçar e abrace a causa sem medo.

Keltainen Talo Rannalla

Capriche no uso de plantas, porque elas são o caminho mais curto quando se trata de doar uma pegada de área externa a qualquer cenário.Use sobre móveis ou prateleiras, faça conjuntos de vasos pelo chão, pendure no teto, elabore paredes vivas. O resto fica a encargo do estado de espírito…

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram: @helkavelloso

Fontes: Justina Blakeney / Keltainen Talo Rannalla / Casa Très Chic / El Mueble / Lonny / Casa Abril / Justina Blakeney

Firme no batente

Levanta, sacode a poeira e segue para o batente. Segunda-feira é assim e, como dizia minha avó: ” não tem barriga me dói”. Mas a parte boa de se viver nos tempos modernos é que muitas vezes a gente pode trabalhar de casa e nem é desculpa falar que não tem um lugar ajeitadinho diante de tantas possibilidades e ofertas de produtos. Um exemplo disso é esse escritório, todo montado com itens disponíveis em home center:

workspace-lm-141

workspace-25-aniversario-leroy-merlin-8

workspace-25-aniversario-leroy-merlin-15

workspace-lm-2

workspace-lm-4

A parte mais bacana desse projeto é que pode ser executado sob medida: dá pra montar versões em formatos menores e maiores, conforme o espaço que dispõe. As pranchas de madeira podem ser compradas já cortadas, o que facilita um bocado o trabalho, e gaveteiros e gavetinhas entram no projeto conforme a necessidade. O painel de madeira ao fundo cumpre bem a tarefa de delimitar o território, além de desempenhar um grande papel decorativo. Se preferir, pode trocá-lo por um tecido adesivo, que ajuda a diminuir o tempo de execução. Animou? O projeto completo está aqui.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Um elogio à madeira

sfgirlbybay  wood

Clara, escura, desbotada. À madeira com ou sem história, de nobre procedência ou indigente. À madeira que aquece, acolhe, que se mistura com o cromado, com o ferro, vidro e plástico. Madeira é o elemento elegante por excelência, charmoso por vocação, visualmente belo em qualquer forma. Com cor ou sem cor, com liso ou estampado, com clássico ou contemporâneo, pra sentar, enfeitar, pisar e admirar. A madeira é infalível em qualquer cenário, um material à prova do tempo e tendências.

casa abril mix adornos e livros

desire to inspire frame

athomeinlove.com

decoracao-cozinha-bistro-referans-blog-02

chic decó etnia

entrei e te conheci

etxeko

etxekodeco

home & garden 1

mackapär

making it love

planete deco

planete

decoratrix madeira

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: SF Girl by Bay / Casa Abril / Desire to Inspire / At Home in Love / Referans / Chic Decó / Entrei e te Conheci / Etxekodeco / Home&Garden / Mackapar / Making it Lovely / Planete Deco / Decoratrix

Em branco

Nem entrarei no mérito sobre a generosidade das janelas, senão é muita covardia. Acho que mencionar a forma como esse apê integrou os ambientes, como povoou cada espaço e citar o uso de uma única cor em paredes e móveis já está de bom tamanho, né?

nicety1

nicety2

Aliás, foi justamente por conta disso, branco na parede + mobiliário branco, que esse apê conseguiu ter essa quantidade de móveis, prateleiras, armários planejados sem deixar o todo tumultuado. Sem contrastes, os brancos se “abraçam” e se tornam um volume único.

nicety3

Ah, mas como resolver a monotonia do reinado de uma cor só? Com toques de madeira natural, com texturas, com um sofá escuro, com um lustre discretamente colorido.

nicety4

nicety5

nicety6

Em casos como esse, onde existe um quantidade grande de móveis de linhas retas, os objetos se tornam itens fundamentais para criar um movimento e acolhimento nos recintos, ajudando a quebrar a frieza e impessoalidade. Pode ser um vaso de flor, uma abatjour datado, uma obra de arte.

nicety7

nicety8

nicety9

Parece contraditório, mas muitas vezes a impressão que tenho é de que, quanto mais se tem para ver, desde que tudo esteja devidamente harmonizado, menos se nota e se tem a sensação de espaço apertado.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Nicety Livejournal

Neutro com graça

As cores vibrantes, num universo repleto de contrastes, normalmente costumam ser minha primeira opção, mas confesso que esse apê neutrinho total me pegou de surpresa. Apesar da predominância de branco e bege, ele não é morno, ele tem vida, tem texturas, tem uma boa intensidade e até um quê de ousadia. Ele é um tour bem elaborado pela estampa xadrez, com boas inserções de floral. Se não fosse isso e os vasos espalhados, talvez a monotonia fosse seu destino certo. Ah, mas tem os móveis também, muito bem posicionados e, embora muitos deles sejam bem clássicos, os objetos que lhe fazem companhia foram capazes de lhes atribuir um sotaque mais moderno. Com uma dose de releitura aqui e um pouco ali, o neutro deixa de ser o mesmo.

nicety1

nicety2

nicety3

nicety4

 

nicety5

 

nicety6

nicety7

nicety8

nicety9

nicety10

 

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Nicety Livejournal

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑