Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

Tag

mistura de estilos

Mudanças instantâneas pra gente apressada

Tem vezes que bate aquela inquietação com o que vemos a nossa volta, uma vontade louca de mudar, que não dá pra esperar tapeceiro, marceneiro, pintor. Pra esses casos, soluções instantâneas e com grande efeito são as melhores, aquelas que a gente mesma bota a mão na massa e vê o resultado rapidinho.

Sabe aquele móvel carrancudo, um tanto sem graça? Tinta nele! E não falo em pintá-lo por completo não. Muitas vezes as pinceladas certas e nas cores certas são suficientes pra transformar uma peça totalmente, fazê-la sorrir de novo.

Tá sentindo falta de movimento e vida em algum canto? Plantas são a salvação. Sem dizer que ainda são fantásticas pra trazer texturas e cor. Já vi casos onde até um único vaso com flores frescas fez um verdadeiro milagre.

Lavabo impessoal, sem nenhum borogodó? Enfeite! E quadros estão no topo da lista de itens que funcionam super bem e tiram qualquer lavabo do lugar-comum. Vale também caprichar na toalha para as mãos e na saboneteira.

Não aguenta mais olhar aquele armário sem portas e o marceneiro está te dando canseira? A boa e velha cortininha continua fazendo bonito e, se vc também não sabe costurar, cola pra tecido já salvou muito a minha vida e rendeu umas cortininhas lindonas. E a parte bacana: dá pra variar a estampa 🙂

O mood de um ambiente não está agradando? De novo, tinta! Como num passe de mágica, uma cor é capaz de preencher os espaços e trazer as mais diversas sensações. Inclusive, uma boa dose de tinta e criatividade são imbatíveis, nos dão a possibilidade de novas interpretações, como esse caso dessa pequena estante de alvenaria onde o contorno colorido deu um efeito visual espetacular:

E para viver bem com aquele estofado que já viveu dias gloriosos, vale almofadas, mantas, tapeçaria e até trilho de mesa. Nem sempre o que vc espera depende de um tapeceiro e, acredite, esses ensaios são maravilhosos para ajudar com decisões mais sérias, como a escolha da cor e estampa de um novo estofamento.

Às vezes as soluções são bastante simples, é a gente que complica. E sigo acreditando que muita coisa que nos incomoda pode ser resolvida com um bom exercício de observação e muito “arrasta pra cá e pra lá”. Troque móveis, objetos e não tenha medo dos improvisos. Experimentar é sempre um caminho cheio de boas surpresas.

Fontes: Soy Yingo / Emma__ainscough / Gietemuis / Louise Roe Home / Marianne_Cotterill / Gillian Lawlee / Anna Spiro

Vibrante!

Branco, preto e madeira. A clássica combinação à prova do tempo e que minimiza erros. Conversa com diferentes estilos, é elegante por natureza, uma das melhores bases que conheço quando o assunto é versatilidade. Nessa casa, mobiliários e acessórios super vibrantes se tornaram sua companhia e criaram uma atmosfera super festiva sem excessos. A madeira, por sua vez, chega para dar aquele toque orgânico que garante um conforto visual incrível, fazendo saltar à vista elementos têxteis repletos de texturas. Uma decoração sensacional para quem morre de vontade de arriscar em cores fortes e errar na dose. Boa demais também para pessoas que curtem realizar mudanças com grande frequência. Além disso, vale um olhar minucioso para a releitura dada às peças antiguinhas e as artes espalhadas por todos os cantos. Alegria e envolvimento é pouco pra definir essa casa! Ah, ela pertence à artista Madeleine Stamer e as fotos são do site inspirador The Design Files.

Transformando a parede em galeria

Dos objetos mais comuns para usar na decoração, quadros são aqueles com grande potencial para contar um bocado sobre nós e nossos gostos. E, nesse momento de tamanha intimidade que temos vivido com nossas casas, onde tornou-se realmente relevante se reconhecer em todos os ambientes, pensar numa parede-galeria pode ser uma opção bem bacana.

Perder o medo de furar as paredes é o primeiro passo. Vale também esquecer a necessidade de seguir algum tipo de padrão. Confie no seu olhar e aposte em diferentes temas, tamanhos e molduras. Tudo pode desde que te agrade!

Essa composição, considerando uma linha central, é simples e surpreendente. E é justamente a brincadeira dos tamanhos totalmente diferentes que a torna tão interessante.

Diferentes formas de molduras também são bem-vindas, até a falta de moldura não é problema algum.

Uma parede completamente preenchida, onde tamanhos e formatos se encaixam lindamente como um quebra-cabeças.

Liberte a imaginação e some outros objetos no momento de compor sua parede. Espelhos, arandelas, pratos, bandejas. Dê uma olhada no fundo dos armários e certamente encontrará muitos itens que podem ir para a parede.

Além de doarem muita personalidade, quadros conferem cor, texturas e muito movimento aos ambientes.

E uma pequena dupla de quadros, quando presa num local certeiro, também é capaz de fazer horrores.

Ou único quadro, com dimensões poderosas, também é um artifício que vale a pena!

Confira também nossas postagens no Instagram.

Fontes: The Design Files / Bygloriagonzalez / Homedecor.cigdem / The jungalow / House and Garden UK

Otimização de espaço

Otimização de espaço. Baita assunto cada vez mais discutido e almejado. Também pudera: dá só uma olhada nos novos empreendimentos pra sacar o drama. A realidade tá aí e, mais cedo ou tarde, terá que lidar com ela. Uma das coisas que muito me incomoda nesse lance de otimização de espaço é a impessoalidade que costuma vir junto. Móvel planejado e de linhas retas por todas as bandas, nada de cor, nada de texturas. Cadê o borogodô? Cadê aquele detalhe que faz diferenciar a minha da sua casa?  Por isso trouxe esse apê, um exemplo super bacana de otimização de espaço com personalidade. Ele tem móvel planejado onde só um móvel planejado operaria milagres. Onde não há necessidade extrema, ele tem peças soltas, muita textura, muitos elementos capazes de doar identidade, como livros e quadros bem distribuídos. As verdinhas também honraram suas posições, fazendo tudo parecer mais vivo e ajudando a dar um movimento bom ao todo. E uma das coisas mais incríveis: ele é sem fronteiras, foi totalmente descompartimentado, e não é que tudo funcionou junto, cada recinto no seu devido lugar? Tem espaço delimitado pelo piso, por rack baixo e até por uma estante feita de prateleiras. Visualmente amplo e bem distribuído, onde funcionalidade e aconchego caminham lado a lado e a impessoalidade nem chega perto.

Sua casa tá precisando de um pouco de personalidade ou mesmo de uma repaginada geral? Então conheça nossa consultoria de decoração. Sem quebra-quebra, te ajudamos a transformar sua casa no seu lugar favorito.

Fonte: Micasa

É assim e tá tudo muito bem!

Ah, tamanho despojamento é, no mínimo, de se admirar. E não é de admirar o despojamento sob o olhar de ser descolado, mas é de admirar no sentido da aceitação. É aceitar que o sofá já viu dias melhores e hoje ele fica muito mais simpático com uma capa e almofadas multicoloridas. É aceitar o gosto por muitas cores e decidir colocar todas juntas. É aceitar e permitir o convívio com móveis de diferentes épocas, procedências e estilos. Afinal de contas, o aceitar é tão libertador que faz a gente ser capaz de olhar ao redor e encontrar alternativas. É aquela boa e velha história de parar de focar no problema e focar na solução. Exige aceitar o imperfeito, demanda flexibilidade e boa dose de criatividade, como muitos pontos que podem ser notados nessa casa. Mas o exercício de aceitar e tirar o máximo proveito daquilo que se tem sem dúvida ainda é um dos melhores caminhos para se alcançar uma casa imperfeitamente perfeita e deliciosamente real.

Quer uma mãozinha pra dar um talento no seu cafofo, uma boa repaginada tirando o máximo proveito do que já possui? Nossa consultoria de decoração pode te ajudar 🙂 . Aqui você encontra maiores informações.

Fonte: Planete Deco

Uma casa para 2020

Quando a gente se depara com casas assim, visualmente despretensiosas e muito acolhedoras, um tanto de coisas fervilham na cabeça. Faz a gente refletir sobre o consumo, rever conceitos de padrões, considerar melhor o medo de errar. Um caos harmonioso, soa feito abraço. Daqueles que nos confirmam que, mesmo misturando estilos, cores, formas, tudo vai dar certo. E dá certo porque em cada uma dessas misturas está presente o seu gosto e, se tudo tem seu gosto, aquilo tudo vai te parecer bonito. Mais do que isso: vc estará criando um estilo único, original, exclusivíssimo. Vai se enxergar em todos os cantinhos de seu cafofo. Que 2020 nos traga mais casas assim, tão originais quanto nossos próprios erros.

Entra aqui pra conhecer a história dessa casa, super bacana! E para quem curte esse mood despojado, em nosso Instagram temos o Garimpo Manual, que é nossa curadoria de peças feitas à mão. Vai lá conhecer!

De bem com a vida

A casa é pré-fabricada. Os móveis, reciclados. Tem vaga para o jardim na área interna e externa. E tem sofá na varanda! É a típica casa de pessoas despojadas, que se preocupam muito mais em viver bem, levando a sério a releitura e uso dos espaços. Cores pontuais salpicam acessórios, móveis, portas e esquadrias. E as soluções? Tem pra todos os gostos e para diferentes finalidades. É mais uma daquelas casas que valem um olhar bem demorado, que são uma lição quando o assunto é “faça do seu jeito e parta para o abraço”. Mas sabe o que ela tem de mais interessante? É uma casa onde tudo se arranja de uma hora para outra, onde o sofá de varanda pode assumir o lugar do sofá oficial; os vasos podem ser arranjados de outras formas e com isso os espaços podem ganhar novos contornos; os cantinhos podem ser diagramados mais pra lá ou pra cá e com isso a casa ganha um novo frescor. É uma casa livre, com ritmo e sem prazo de validade.

 

Fonte: Revista Micasa

Além do móvel planejado

Pensar em metragens enxutas e móveis antigos parece ser uma mistura pouco provável. Quando percebemos que o espaço é modesto, logo nos vem à cabeça móveis planejados, não é? Pois bem, a realidade por ser bem diferente, desde que exista o cuidado com a curadoria do mobiliário tanto no quesito proporção quanto leveza. No caso desse duplex de 65m2, foi justamente essa curadoria que trouxe sucesso ao projeto, onde peças bem assertivas foram inseridas, sem deixar o visual nem um pouco pesado, apertado ou datado. Aliás, a paleta de cores dos objetos e acessórios teve uma enorme contribuição para situar a decoração nos dias atuais, dando um visual mais jovem. Sem dúvida, um caso de bastante sucesso, daquelas releituras surpreendentes, que provam mais vez toda a versatilidade e originalidade dos móveis e objetos cheios de história.

Você sabia que em nosso Instagram temos o “Garimpo Afetivo”? São itens antigos à venda, escolhidos a dedo e com muito carinho. Vai lá conhecer! 

Fontes: Micasa / Planete Deco

Uma casa de texturas

Essa casa estava completamente abandonada e, por sorte, foi encontrada por pessoas que souberam valorizar os belos elementos do passado. As estruturas originais, como as paredes de tijolos e todo o madeiramento, foram totalmente aproveitadas, ou seja, toda sua riqueza de texturas foi preservada. Enquanto alguns preocupam-se um bocado em tornar toda a arquitetura moderna, acho incrível ainda encontrar pessoas que priorizam a história, que sabem o potencial que tem os veios de madeira, o conforto visual que proporciona  uma parede de tijolos antigos e é capaz de enxergar toda a beleza que existe em texturas impressas em cada metro quadrado. Existem coisas que não se compram, existem aquelas que só mesmo o tempo é capaz de esculpir e algumas texturas fazem parte desse rol de preciosidades.

Procurando mais inspirações? Então conheça nosso Instagram.

Fontes: La Nacion / Planete Deco

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑