Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

Tag

mistura de estilos

Otimização de espaço

Otimização de espaço. Baita assunto cada vez mais discutido e almejado. Também pudera: dá só uma olhada nos novos empreendimentos pra sacar o drama. A realidade tá aí e, mais cedo ou tarde, terá que lidar com ela. Uma das coisas que muito me incomoda nesse lance de otimização de espaço é a impessoalidade que costuma vir junto. Móvel planejado e de linhas retas por todas as bandas, nada de cor, nada de texturas. Cadê o borogodô? Cadê aquele detalhe que faz diferenciar a minha da sua casa?  Por isso trouxe esse apê, um exemplo super bacana de otimização de espaço com personalidade. Ele tem móvel planejado onde só um móvel planejado operaria milagres. Onde não há necessidade extrema, ele tem peças soltas, muita textura, muitos elementos capazes de doar identidade, como livros e quadros bem distribuídos. As verdinhas também honraram suas posições, fazendo tudo parecer mais vivo e ajudando a dar um movimento bom ao todo. E uma das coisas mais incríveis: ele é sem fronteiras, foi totalmente descompartimentado, e não é que tudo funcionou junto, cada recinto no seu devido lugar? Tem espaço delimitado pelo piso, por rack baixo e até por uma estante feita de prateleiras. Visualmente amplo e bem distribuído, onde funcionalidade e aconchego caminham lado a lado e a impessoalidade nem chega perto.

Sua casa tá precisando de um pouco de personalidade ou mesmo de uma repaginada geral? Então conheça nossa consultoria de decoração. Sem quebra-quebra, te ajudamos a transformar sua casa no seu lugar favorito.

Fonte: Micasa

É assim e tá tudo muito bem!

Ah, tamanho despojamento é, no mínimo, de se admirar. E não é de admirar o despojamento sob o olhar de ser descolado, mas é de admirar no sentido da aceitação. É aceitar que o sofá já viu dias melhores e hoje ele fica muito mais simpático com uma capa e almofadas multicoloridas. É aceitar o gosto por muitas cores e decidir colocar todas juntas. É aceitar e permitir o convívio com móveis de diferentes épocas, procedências e estilos. Afinal de contas, o aceitar é tão libertador que faz a gente ser capaz de olhar ao redor e encontrar alternativas. É aquela boa e velha história de parar de focar no problema e focar na solução. Exige aceitar o imperfeito, demanda flexibilidade e boa dose de criatividade, como muitos pontos que podem ser notados nessa casa. Mas o exercício de aceitar e tirar o máximo proveito daquilo que se tem sem dúvida ainda é um dos melhores caminhos para se alcançar uma casa imperfeitamente perfeita e deliciosamente real.

Quer uma mãozinha pra dar um talento no seu cafofo, uma boa repaginada tirando o máximo proveito do que já possui? Nossa consultoria de decoração pode te ajudar 🙂 . Aqui você encontra maiores informações.

Fonte: Planete Deco

Uma casa para 2020

Quando a gente se depara com casas assim, visualmente despretensiosas e muito acolhedoras, um tanto de coisas fervilham na cabeça. Faz a gente refletir sobre o consumo, rever conceitos de padrões, considerar melhor o medo de errar. Um caos harmonioso, soa feito abraço. Daqueles que nos confirmam que, mesmo misturando estilos, cores, formas, tudo vai dar certo. E dá certo porque em cada uma dessas misturas está presente o seu gosto e, se tudo tem seu gosto, aquilo tudo vai te parecer bonito. Mais do que isso: vc estará criando um estilo único, original, exclusivíssimo. Vai se enxergar em todos os cantinhos de seu cafofo. Que 2020 nos traga mais casas assim, tão originais quanto nossos próprios erros.

Entra aqui pra conhecer a história dessa casa, super bacana! E para quem curte esse mood despojado, em nosso Instagram temos o Garimpo Manual, que é nossa curadoria de peças feitas à mão. Vai lá conhecer!

De bem com a vida

A casa é pré-fabricada. Os móveis, reciclados. Tem vaga para o jardim na área interna e externa. E tem sofá na varanda! É a típica casa de pessoas despojadas, que se preocupam muito mais em viver bem, levando a sério a releitura e uso dos espaços. Cores pontuais salpicam acessórios, móveis, portas e esquadrias. E as soluções? Tem pra todos os gostos e para diferentes finalidades. É mais uma daquelas casas que valem um olhar bem demorado, que são uma lição quando o assunto é “faça do seu jeito e parta para o abraço”. Mas sabe o que ela tem de mais interessante? É uma casa onde tudo se arranja de uma hora para outra, onde o sofá de varanda pode assumir o lugar do sofá oficial; os vasos podem ser arranjados de outras formas e com isso os espaços podem ganhar novos contornos; os cantinhos podem ser diagramados mais pra lá ou pra cá e com isso a casa ganha um novo frescor. É uma casa livre, com ritmo e sem prazo de validade.

 

Fonte: Revista Micasa

Além do móvel planejado

Pensar em metragens enxutas e móveis antigos parece ser uma mistura pouco provável. Quando percebemos que o espaço é modesto, logo nos vem à cabeça móveis planejados, não é? Pois bem, a realidade por ser bem diferente, desde que exista o cuidado com a curadoria do mobiliário tanto no quesito proporção quanto leveza. No caso desse duplex de 65m2, foi justamente essa curadoria que trouxe sucesso ao projeto, onde peças bem assertivas foram inseridas, sem deixar o visual nem um pouco pesado, apertado ou datado. Aliás, a paleta de cores dos objetos e acessórios teve uma enorme contribuição para situar a decoração nos dias atuais, dando um visual mais jovem. Sem dúvida, um caso de bastante sucesso, daquelas releituras surpreendentes, que provam mais vez toda a versatilidade e originalidade dos móveis e objetos cheios de história.

Você sabia que em nosso Instagram temos o “Garimpo Afetivo”? São itens antigos à venda, escolhidos a dedo e com muito carinho. Vai lá conhecer! 

Fontes: Micasa / Planete Deco

Uma casa de texturas

Essa casa estava completamente abandonada e, por sorte, foi encontrada por pessoas que souberam valorizar os belos elementos do passado. As estruturas originais, como as paredes de tijolos e todo o madeiramento, foram totalmente aproveitadas, ou seja, toda sua riqueza de texturas foi preservada. Enquanto alguns preocupam-se um bocado em tornar toda a arquitetura moderna, acho incrível ainda encontrar pessoas que priorizam a história, que sabem o potencial que tem os veios de madeira, o conforto visual que proporciona  uma parede de tijolos antigos e é capaz de enxergar toda a beleza que existe em texturas impressas em cada metro quadrado. Existem coisas que não se compram, existem aquelas que só mesmo o tempo é capaz de esculpir e algumas texturas fazem parte desse rol de preciosidades.

Procurando mais inspirações? Então conheça nosso Instagram.

Fontes: La Nacion / Planete Deco

Um universo fantástico de estampas

Estampa é o tipo de recurso que enche de entusiasmo qualquer casa. Seja ela grande, pequena, nova ou antiga, a real é que uma estampa aqui e acolá é capaz de fazer horrores. E sabe qual a parte mais bacana disso tudo? É que estampa vai em qualquer lugar. Forre a cúpula de um abajur ou o fundo de um armário e veja só o que acontece. Acrescente almofadas estampadas num sofá que já viu dias melhores e veja como ele reage. Estampe paredes ou tetos e transforme completamente o mood de um ambiente. Isso tudo acontece como um passe de mágica. E estampa não é apenas um padrão com cor ou formas. Estampa é textura. Estampa é personalidade em forma de um desenho que você ainda pode escolher o que melhor te representa. E mais ainda: dá pra estar presente apenas em acessórios que, quando enjoar, é só trocar. Quer mais sugestões de como inserir estampa? Então corre o post por essa casa do Skona Hem, que fez uso de estampas com incrível maestria.

Quer encontrar objetos cheios de personalidade quanto os que estão nessa casa? Então conheça a sessão de garimpos em nosso Instagram.

Tons terrosos

Um décor em tons terrosos é garantia de aconchego, acolhimento e também de muita bossa. Tá aqui essa casa lindona como prova disso. Usando e abusando de diversos itens ecléticos e tirando um excelente proveito da companhia do rosa e do mostarda, não há dúvida de que se trata de uma casa que preza pelo bem-estar. Embora sua arquitetura contemple elementos bem específicos, sua atmosfera não é algo difícil de reproduzir e é uma ótima inspiração para quem procura uma vibe descontraída e atemporal. Muita madeira natural; detalhes dourados que podem estar presentes em acessórios em latão ou cobre; fibras naturais; plantas com folhagens mais escuras e, claro, uma paleta de cores em tons quentes. Uma receita de sucesso que funciona em casas e apês e aceita muito bem o “tudo junto e misturado”.


Está em busca de acessórios ecléticos para o décor de sua casa? Em nosso Instagram, temos os garimpos, que são peças à venda cheias de história e personalidade, carinhosamente garimpadas e entregamos em todo Brasil.

Fonte: Decordemon

Quando a tinta muda a arquitetura

Ontem mesmo falei sobre o potencial da cor, mas sobre sua utilização de forma pontual. Pois hoje vou falar sobre sua utilização de maneira ampla, quando ela entra transbordando, causando, alterando aspectos da arquitetura e mudando gênios. Pois é, tinta tem esse poder todo. Altera o mood de um ambiente, é capaz de delimitar espaços, de tornar móveis carrancudos seres super amigáveis. Foi o que rolou nesse apê da arquiteta Stephanie Ribeiro retratado pela Casa Vogue. Vários aspectos que incomodavam foram completamente sanados à base de cor e, claro, que o contexto todo colaborou para que o resultado ficasse maravilhoso, como muitos itens garimpados e herdados, além das verdinhas que conferem frescor e alegria.Então, muito antes de encarar um quebra-quebra, talvez valha a pena avaliar se uma demão de tinta não será capaz de te proporcionar a mudança que espera ou, quem sabe, ser um ensaio temporário para uma decisão mais séria.

Confira aqui todos os detalhes desse apê.

Gosta de itens garimpados e não sabe onde encontrar? Em nosso Instagram tem uma seleção bem bacana de itens. É só acessar os destaques “garimpos”

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑