Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

Tag

férias

De volta ao feriado

O feriado vai embora e a gente sempre fica com aquela vontade de quero mais. Quero mais ruas livres, quero mais dias sem rotina, quero mais viver com o espírito bem leve, sem olhar para o relógio. Mas, infelizmente, existem coisas difíceis de mudar, mas para tantas outras a gente consegue dar uma bela ludibriada e criar um verdadeiro faz de conta que tô no feriado. Cenografar a casa, por exemplo, é um faz de conta bom pra caramba. Mergulhar num ambiente acolhedor e que transpira liberdade é passaporte instantâneo para o relax, um convite pra se desligar da correria e botar a cabeça pra funcionar no modo slow. Nesse quesito, investir em revestimentos que conferem conforto visual ou resgatam a lembrança de algo muito bom é imbatível, se for gostoso pra andar descalço é melhor ainda…Materiais naturais, daqueles que a gente identifica ao toque, são parceiros poderosos do aconchego. Escolha bem o cesto, o cachepô, o tapete. É a unidade entre esses pequenos itens que dá o tom. Menos peças mobiliárias e mais itens multifuncionais, que dá pra carregar pra lá e pra cá. Isso contribui para um maior dinamismo e torna os espaços mais livres. Cor não pode faltar, mesmo que em doses pontuais. Combine suas cores favoritas em artigos têxteis e ouse nas composições. Adicione plantas. Liberte-se de suas regras diárias e experimente algo novo. Traga o estado de espírito de um dia de feriado pra dentro de casa.

Siga o Forma:Plural no Instagram e Facebook.

Fonte: El Muelbe

Anúncios

Do tamanho suficiente

O espaço dessa casa é compacto sim, mas nem por isso economizaram na bossa. Dona de uma pegada rústica, que prioriza o uso de texturas para criar uma atmosfera aconchegante, possui inspirações de sobra, especialmente para os diminutos apês urbanos que pretendem se tornar mais humanizados.

Das fibras naturais presentes em tapetes, cabeceira da cama, objetos, ela resgata ares de praia ou campo, enquanto sua dimensão é muito bem trabalhada com janelas e portas de correr, criando a deliciosa sensação de amplitude.

As coisas se acomodam nela de forma bastante descomplicada: oras com cestos, escada, banco; oras com baú, nichos. Das cores ela mantém uma certa reserva, no entanto faz questão de pontuar determinados cantos para que não haja monotonia.

Dos têxteis ela tira um proveito fantástico. Nada muito chamativo, tudo muito com cara de dá-pra-usar-todo-dia, mas com sutis detalhes e estampas tão interessantes que são por si sós uma prova de que esse todo dia pode ser sempre especial.

Ela tem uma coisinha aqui, acolá, onde os olhos procurarem. Todo lugarzinho é povoado, vivido, é cuidado. Nenhum espaço nela existe em vão, tudo tem alguma pequena delicadeza ou utilidade, que faz a gente se perguntar: mais espaço pra quê?

Siga o Forma:Plural no Instagram e no Facebook.

Fontes: El Mueble / Jurnal de Design Interior

Pra viver o final de semana

Fim de semana são aqueles míseros dois dias tão abençoados, mas tão abençoados que, só de pensar neles, já surge um sorriso em nosso rosto. Neles a gente pode tudo: levantar mais tarde e permanecer de pijama até a hora do almoço, ouvir o tempo passando bem de mansinho, nos ater aos pequenos detalhes imperceptíveis em dias comuns.

Pois é, tudo neles soa diferente, a gente é diferente aos finais de semana. São dias que nos permitimos viver em voz alta e nos preocupamos em ser felizes, de verdade. É porque a simplicidade mora dentro desses dias, tudo neles é especial. O restaurante muda de lugar e vira almoço no quintal, a gritaria da molecada se transforma em música, a gente definitivamente muda a roupa de nosso estado de espírito.

São dias pra jamais passarem batidos, devem é ser muito bem celebrados com flores pela casa, com o chinelo macio no pé, com a mesa rodeada de amigos, com a alegria estampada em nossa cara. Mesmo que sejam apenas dois míseros dias, que passem bem devagarinho e que a gente saiba tirar um baita proveito de cada minuto. Um fim de semana fantástico pra todos nós!

Siga o Forma:Plural no Instagram e Facebook.

Fonte: Planete Deco

Uma cozinha para sexta-feira

madeinpersbo

Adoraria, em toda sexta-feira, poder ligar a vida no modo contemplativo: andar mais devagar, olhar atentamente para todos os lugares por onde passo diariamente, realizar pequenas coisas que me fazem bem, como perder algumas horas folheando livros repletos de imagens inspiradoras. Decretaria a sexta como o dia oficial do ócio, levaria os olhos para passear por diferentes cantos, sem pensar sério sobre coisa alguma, apenas deixando a cabeça registrar inúmeras referências ao acaso. Faz um bem danado nos cercar desses momentos à toa e altamente prazerosos porque, quando menos nos damos conta, de alguma maneira essas referências estão inseridas em nossa casa, é como dar vida à contemplação e torná-la uma realidade. Mais ou menos como essa cozinha, impregnada de uma simplicidade linda de se ver, capaz de nos transportar facilmente para um dia de feriado.

madeinpersbo1

madeinpersbo2

madeinpersbo3

madeinpersbo4

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Made in Persbo

Entre ontem e hoje

planete deco 1

Acho bacana demais quando encontro uma casa acolhedora, que se assemelha a um longo abraço, e mais bacana ainda quando ela é cheia de ideias que facilmente podem ser transportadas para a nossa casa. Essa é uma delas, uma belíssima construção antiga e rústica que foi totalmente renovada e onde a cor e alguns acessórios muito bem pontuados desempenharam um papel fundamental para situá-la nos tempos atuais.

Numa base totalmente neutra, artigos têxteis são responsáveis por conferir uma atitude alegre e, junto com um bocado de madeira presente no mobiliário, doam um aconchego visual incrível. A convivência de diferentes estilos se assemelha a uma grande festa. Móveis antigos se harmonizam com o design moderno, tem alvenaria em cena e até prateleiras e nichos estratégicos têm presença garantida.

E, embora seja uma casa repleta de peças, ela é uma casa descomplicada, com uma organização sem a mínima neura, que até parece se colocar em ordem sozinha. E tem mais: tem plantas em todos os cômodos, para se certificar de que jamais soe como uma casa sem vida.

planete deco 2

planete deco 3

planete deco 4

planete deco 5

planete deco 6

planete deco 7

planete deco 8

planete deco 9

planete deco 10

planete deco 11

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Planete Deco

Levando as férias pra casa

jurnaldesigninterior 1

Sexta-feira, o dia mais aguardado da semana finalmente chegou. Com ele vem de brinde o final de semana, aqueles míseros dois dias que poderiam muito bem durar como férias escolares de verão, quando o tempo corria preguiçoso e o descompromisso geral era sua marca registrada.Mas como existem coisas que infelizmente não voltam mais,  o jeito é ser feliz com o que se tem, dando um tapa aqui e acolá pra levar um pouco do clima de férias pra dentro de casa.

Podemos planejar portas e janelas maiores em nossas casas. A abundância de luz natural provoca um dos efeitos mais incríveis em qualquer espaço, nos remetem a dias ensolarados. Agora, se reformas não fazem parte de seus planos férias fake, uma boa dose de tinta em batentes, portas e janelas é capaz de dar o tom de casa de campo ou praia.

E como temos o privilégio de morar num país tropical, onde o frio dá as caras em poucos dias do ano, quer sensação mais praieira que desfrutar de pés descalços? Estude a possibilidade de ter pisos mais rústicos, descomplicados, e tire os sapatos de sua rotina caseira.

Investir em materiais naturais é uma boa pedida quando o assunto é elaborar cenários aconchegantes e descontraídos, e isso inclui colocar em pauta até o uso de móveis para áreas externas nas internas. Quem dita o espírito que uma casa deve ter é quem mora nela, por isso vale tudo.

Têxteis são excelentes aliados e, quanto mais despojada a estampa, melhor. Não se esqueça: quando estamos em férias, estamos abertos às descobertas, ao novo, então arrisque-se um tiquinho mais e ouse em alguns detalhes. Isso é válido também para as cores. Que tal se inspirar nas flores daquela pousada que te proporcionou dias arrebatadores?

Espalhe algumas plantinhas dentro de casa, insira um vasinho de flores, perfume a casa e ligue o som. A alma agradece muito também pelo que os olhos não conseguem ver. Na real, existem inúmeras maneiras de se sentir hóspede vip em nossas casas, basta acreditar que não é necessária data marcada pra gente se desligar um pouco do mundo e ter dias realmente especiais.

2

3

4

5

7

9

10

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Jurnal de Design Interior

 

Colorida a dedo

planete deco 1

Há os que se embrenham na imensidão do neutro, há os que mergulham no universo das cores e há aqueles que tiram bom proveito desses dois mundos.Dentro das inúmeras maneiras de se colorir uma casa, existe uma forma muito eficiente, perfeita para indecisos de plantão e especial para aqueles com medo de enjoar: cor em tudo aquilo que pode ser substituído sem grandes transtornos.

Almofadas, mantas, tapetes, flores. A lista é farta e considera que todos os pertences que habitam um lar são responsáveis por criar a paleta de cores e definir seu estilo. Para que funcione mesmo, é fundamental que a base seja a mais neutra possível, e isso se estende a grandes peças mobiliárias, como o sofá. Quanto mais básicas, mais fácil será a inserção e a troca dos adornos.

Vale o lembrete: básico não precisa significar sem graça. Quanto mais texturas, tramas e elementos atraentes constarem nesse básico, mais aconchegante e menos monótono será o resultado visual. E para garantir uma vida maior a esses itens “temporários”, certifique-se de que haja algum diálogo entre os elementos da casa toda. Dessa forma, o simples ato de trocar as coisas de lugar já poderá renovar os ares.

Para ilustrar isso tudo, deixo essa casa bem bacana do Planete Deco / Micasa, a prova perfeita de que acessórios dão muito bem a conta do recado no momento de “pintar” a casa.

planete deco 2

planete deco 3

planete deco 4

planete deco 5

planete deco 6

planete deco 7

planete deco 8

planete deco 9

planete deco 10

planete deco 11

planete deco 12

planete deco 13

planete deco 14

planete deco 15

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

 

 

 

Uma casa para se viver

Ter um jardim para contar histórias, receber bons sopros de ventos e ficar à toa já é um atributo que faz tudo valer a pena. Some a isso uma atmosfera descomplicada e a companhia de elementos que pedem pés descalços e janelas abertas. Assim é essa casa, repleta de objetos pouco prováveis que funcionaram muito bem para uma proposta que clama por aconchego e alegria. É um ânimo extra pra gente aproveitar o final de semana inteirinho que tem pela frente e promover aquelas pequenas mudanças dentro de casa que fazem um bem danado para os olhos, o corpo e o espírito.

nicety 1

nicety 2

nicety 3

nicety 4

nicety 5

nicety 6

nicety 7

nicety 8

nicety 9

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Nicety Livejournal

A perturbadora simplicidade

Ela se aloja na rusticidade dos materiais, nas linhas retas, na disposição feita ao acaso, no padrão estético descomplicado. Ela aparece de forma despojada, é responsável por cenários encantadoramente despretensiosos, capazes de arrancar suspiros. É uma tradução bem arranjada daquilo que é corriqueiro e muitas vezes sem valor, mas que o tempo, cumplicidade e observação foram capazes de esculpir.

Ela tem a qualidade do que pode ser aperfeiçoado, mas também já é perfeita como está. Acho que é bem nesse ponto, o de aceitar “o jeito como está”, que ela funciona. É improvisar e ponto. É colocar ali no parapeito da janela e ponto. É tornar o conjunto mais conciso sem perder nenhum detalhe. E é justamente isso que existe nessa casa.

nicety 1

nicety 2

nicety 3

nicety 4

nicety 5

nicety 7

nicety 8

nicety 10

nicety 11

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram. Venha conhecer nossa lojinha aqui.

Fonte: Nicety Livejournal

 

 

 

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑