Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

Categoria

Pequenos espaços, grandes ideias

Para o que falta

Casa que é casa sempre falta uma coisinha aqui e outra lá e vamos sentindo isso à medida em que vamos explorando e vivenciando todos os seus cantinhos. Às vezes falta espaço, outras horas falta sentimento, e assim a vida segue. Pra resolver muitos dos casos, nem sempre precisamos de soluções muito mirabolantes, e é essa a proposta desse post, ideias que podem colaborar no caso da “falta de” e tornar a casa um lugar bem mais bacana pra viver.

Identidade

casa vogue

Às vezes passamos os olhos ao redor e sentimos a casa sem personalidade, sem conseguir contar quem mora nela. Pra esses casos, uma coleção é uma boa pedida, pois é uma forma eficiente de trazer um bocado de nossa história, nossos gostos, nossas andanças pra dentro de casa. Isso se estende a obras de arte, fotografias, livros, lembranças de viagens.

Vagas

cepaynasi

A mesa é pequena sim, mas de que adiantaria uma mesa maior se ela não caberia no espaço disponível? O jeito é trocar cadeiras por bancos, que apertando um pouquinho sempre cabe mais um. Para salas, os pufes com rodízios são ótimos, e podem ser acomodados sob algum móvel, ser usados como mesas auxiliares ou ficar num cantinho quando não estão em uso.

Aconchego

decoholic

Abrir a porta e sentir um abraço, é isso que a gente gosta numa casa. Tudo bem que alguns espaços são difíceis de lidar, mas um ou outro cantinho podemos formular de um modo tão especial que a casa toda sai no lucro. É o conjunto de cantinhos especiais que criamos que fazem a casa ser aconchegante.

Um toque elegante

design files black

Seja lá qual for o estilo de sua casa, a madeira é sempre uma grande companhia. Ela é elegante por vocação, combina com tudo, ao mesmo tempo em que traz um conforto visual incrível. Se estiver expressa em móveis antigos, melhor ainda, porque podem vir adicionadas de muitos anos de história.

Papel de parede

glitter for breakfest

Queria aquela parede preenchidona, com graça, cor, alegria; mas não tá a fim de arriscar em nenhum papel de parede? Pois estantes repletas de livros, um montão de quadros ou mesmo uma composição que misture tudo pode resultar no mesmo efeito do papel de parede e ainda  ser totalmente personalizado.

Cor

histórias de casa

Adicionar cor é um dos truques mais velhos e que não costuma falhar. Uma das apostas que costumam ser bem felizes em muitos casos é a mistura de tons abertos com fechados, pois se harmonizam perfeitamente e causam um impacto enorme.

Espaço ingrato

sojorner

Quase toda casa tem um espaço difícil de decorar, seja pelo uso que se faz dele ou por conta de sua metragem. A alternativa pode ser uma ideia que mude a forma como enxerga esse espaço, como uma pintura no teto ou uma ousadia no piso. De sem graça e ingrato, o espaço pode se tornar o centro das atenções.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fontes: Casa Vogue / Cepaynasi / Decoholic / Design Files / Glitter for Breakfast / Histórias de Casa / Sojorner

 

Anúncios

Composição de quadros + arandela

camillestyles arandela

Uma bela composição de quadros na parede é um suspiro sem fim, uma dose de cor e personalidade e, em alguns casos, uma ótima saída para substituir o papel de parede. Por outro lado, o efeito de uma iluminação bacana é matador, cria aquele climinha perfeitamente acolhedor, realça um objeto do qual gostamos muito, tem apelo intimista. Então, que tal unir isso tudo?  O resultado é uma composição arrojada capaz de fazer qualquer parede se sentir especial.

cush and nooks

Embora o projeto acima seja comercial, é inspiração das boas pra levarmos pra casa. Nas duas referências, há um diálogo muito bom entre os quadros / molduras e as arandelas, e é justamente aí que mora o segredo do sucesso. E uma das coisas que mais achei bacana nessa combinação é que funcionam bem em diversos tipos de paredes, até mesmo naquelas que sempre nos faltam ideais, como parede ingrata de corredor. Além de fugir da mesmice, ainda fica iluminada!

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Camille Styles / Cush and Nooks

Banco, o novo aparador

idecz.com

Dotado de uma versatilidade enorme, não é de se estranhar que o banco esteja ganhando cada vez mais espaço na decoração, inclusive roubando a cena de muitos aparadores. Encontrado numa grande variedade de materiais, em diferentes tamanhos e normalmente com um preço mais camarada que um aparador, é sem dúvida uma peça em que vale investir. Em ambientes pequenos funcionam muito bem,  pois ocupam um espaço visual menor em função da altura e permitem a disposição de uma ganha enorme de objetos. E, quando se cansar dele como aparador, basta lhe arranjar uma nova função, como poderá conferir aqui.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Idecz

 

Aliando relax e funcionalidade

vogue living space

É o feliz proprietário de um espaço modesto mas que, de tão modesto, acredita que não sirva pra nada? É aí que entra a marcenaria esperta que, sem truques mirabolantes, faz desse pequeno espaço um reduto pra relaxar e acomodar um montão de coisas. O projeto é todinho em linhas retas, o que facilita bem a execução, e composto por um assento com gaveta e acabamento que se estende à parede, deixando-o com um aspecto muito mais aconchegante. É o tipo de projeto polivalente que funciona bem num canto da sala, do quarto ou onde mais tiver um espaço à toa. Além de dar vida a um espaço aparentemente sem utilidade, caprichando na escolha dos acessórios para elaborar uma atmosfera bem descontraída, esse ainda poderá ser o lugar mais disputado da casa.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Vogue Living

 

Um jardim para um sem-jardim

Keltainen Talo Rannalla jardim sem espaço

Tá mais do que na hora da gente rever o conceito de jardim, especialmente por conta das metragens cada vez mais enxutas. Existe muita vida além de um quintal com grama ou exuberantes jardins verticais que preenchem uma imensa parede. Se você é um sem-jardim, não se desespere, porque com boa vontade sempre existe vaga pra vasos e, por que não, para um belo jardim no banco?

Suculentas são plantas super indicadas, pois se viram bem com pouca luminosidade, não demandam muitas regas nem exigem grandes cuidados. Mas um bom bate papo em alguma floricultura ou garden center pode te abrir novos horizontes e te fazer adotar outros tipos de plantas. Basta observar o espaço e tempo que tem disponível e a incidência de luz natural.

E se estiver estreando no convívio com as plantas, não se desiluda com algumas baixas, elas fazem parte do treinamento. Tem vezes que seguimos todas as recomendações e simplesmente não rola. Sim, plantas também têm gênio e pode acontecer de alguma delas não se entender com você. Mesmo assim não desista, persistência é um dos atributos para lidar com elas e a recompensa é sempre gratificante, porque uma casa com plantas nunca é uma casa sem vida.

Quer mais ideias de jardins possíveis? É só clicar aqui.

Siga o Forma:Plural no Facebook e no Instagram.

Fonte: Keltainen Talo Rannalla

Organizando sem neuras

apart therapy bath

Aquela organização extremamente metódica,  que dá a impressão que o próprio olhar é capaz de fazer as coisas saírem do lugar por livre e espontânea vontade, me causa arrepios. Mas, quando me deparo com arrumações como a que está acima, de gente que organiza com carinho pro espaço render sem abrir mão de uma firulinha aqui e outra ali, reforço minha convicção de que é possível dosar organização e simpatia. Uma boa organização precisa ter movimento e também a flexibilidade de se bagunçar um pouquinho.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Apartment Therapy

 

 

Convívio saudável

A gente briga com a metragem, fica de mal do piso, xinga o estofado. Atire a primeira pedra quem nunca precisou conviver com algum estorvo. E pior, durante um bom período! Existem casos que são extremos mesmo, só uma marreta é capaz de sanar. Mas em outros, e me atrevo em dizer que se trata da maior parte deles, com força de vontade dá pra ter um convívio saudável.

Ao invés de reclamar, esbravejar, sair chutando tudo, que tal perder mais tempo analisando todo o entorno disponível? Para um espaço ficar realmente bacana, é fundamental que o todo esteja em harmonia, incluindo o estorvo. É mais ou menos como receber um convidado desagradável numa festa: de um jeito ou outro, a animação precisar rolar!

Diálogo

decor to adore summer tour 17

Não é de hoje que as almofadas salvam estofados. A fórmula é batida sim, dá jeito na mesmice e feiura mas, para que funcione de uma maneira mais ampla, repare bem em tudo que está aos arredores. É fundamental que exista algum tipo de diálogo, caso contrário corre o risco daquelas almofadas maravilhosas simplesmente não se encaixarem ao seu contexto.

Mudando de assunto

estudio gloria formica

Piso, um vilão danado, especialmente em cafofos alugados. Bom, podemos apelar para um tapete e esconder o indivíduo ou propositalmente chamar a atenção para itens mais interessantes, como peças com design marcante ou com uma cor que se faça notar. Com coisas mais legais pra se ver, o piso poderá até passar batido ou gerar um belíssimo contraste.

Introduzindo um novo tema

house of turquoise

Quando sair à procura de qualquer objeto, deixe os olhos passearem à vontade e frequente lugares diferentes. É possível garimpar uma peça bacana, capaz de criar uma nova função para aquele espaço que você jurava de pés juntos ter tirado o seu melhor.

Faça o assunto render

jeito de casa cor

Muitas vezes, a história pouco importa, o que importa é a maneira de contá-la, seus detalhes, a entonação da voz. Então, mesmo que tenha um mínimo de área externa, ainda assim é uma área externa. Coloque alegria, capriche no enredo e ela nunca mais será a mesma.

Use a simpatia

Keltainen Talo Rannalla 2

Nem sempre temos à disposição a peça mais competente para ocupar uma determinada vaga mas, quando colocamos na balança, podemos chegar à conclusão de que ela é capaz de fazer a diferença. A mesa acima, por exemplo, tá mais pra aparador; no entanto não compromete a circulação e doa um charme incrível ao ambiente.

Abordagem

Keltainen Talo Rannalla blue

Existem vários modos de se alcançar um resultado. Uma parede para se tornar fascinante nem sempre requer uma infinidade de quadros, ela pode muito bem atender às expectativas ou até mesmo superá-las com poucos itens inseridos numa nova abordagem.

Fale de amenidades

Sfgirlbybay elegante home office

Dar um tom mais leve e agradável para itens corriqueiros ou até mesmo toscos é um grande feito e o ambiente acima é uma boa prova disso: trilhos bastante comuns ganharam um outro status pintados de dourado. Tirar a crosta da banalidade requer um bom envolvimento e observação, mas certamente resulta em espaços visualmente ricos e num ótimo aprendizado.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Decor to Adore / Estúdio Gloria / House of Turquoise / Jeito de CasaKeltainen Talo RannallaSfgirlbybay

Estampas no teto

AnIndianSummer tapete

Namoro essa possibilidade há algum tempo: estampas no teto! Está bem longe de ser a ideia mais prática da paróquia, no entanto é tão bacana para um espaço com metragens não tão avantajadas e surte um efeito tão grande, que acho que vale muito a pena.

Tenho uma pequena sala aqui que se abre para o jardim e fica numa espécie de edícula, onde o teto está sem forro e com o madeiramento aparente. Perfeito para encarar essa empreitada! Mas como executar e lidar com o pó que se acumula?

Bom, em meus planos está prevista a utilização de uma colcha indiana + velcro. A colcha porque tem o tamanho ideal para o espaço que disponho, a estampa é lindona e o tecido não é muito grosso, o que facilita sua fixação. O velcro deverá entrar nas bordas da colcha e no madeiramento do teto, assim basta “descolá-la” para lavar e fica fácil encaixá-la novamente. 

Agora, só me falta mesmo um tempinho para ser a mais feliz proprietária de uma sala com teto estampado :)!

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: An Indian Summer

Pequena notável na cozinha

delikatissen luz

Duvido que exista alguém que nunca tenha morado num apê ou casa com a tal cozinha do tipo corredor: sujeita comprida, normalmente estreita, dotada de armários para acomodar seus infinitos pertences. Eu mesma tive o prazer de conviver com muitas delas.

De temperamento normalmente difícil, algumas vezes só mesmo um especialista é capaz de fazê-la compreender que uma mesa também lhe cai muito bem, num projeto feito sob medida. Mas, de bons tempos pra cá, aqueles que como eu preferem a combinação mesa tradicional + cadeiras,  resolveram desafiar as temidas cozinhas e conseguiram resultados incríveis.

Mesa redonda, o modelo menos implicante do mundo, quando bem acompanhada mesmo que por apenas duas cadeiras, garante a charmosa vaga à beira da pia / fogão e é lugar cativo da boa prosa:

Fancy Windows Fantastic5

frenchyfancy.com

Paper & Stitch

turbulences déco

O segredo é optar por modelos “inhos” mesmo para não comprometer a circulação e naqueles com um algo a mais, como um material diferenciado, uma cor que se sobressaia ou até mesmo investir numa combinação caprichada de mesa + cadeira. Com certeza, esse conjunto ainda ajudará a quebrar o aspecto “planejado” de sua cozinha. Mas, calma, as quadradas e retangulares também merecem muita atenção e podem dar igualmente conta do recado:

el mueble cinza

apart therapy small

remodelista

Até mesmo um formato inusitado e com visual anatômico vale a pena, principalmente se isso significar acomodar um maior número de pessoas:

trendey

E pra quem tem um fundão dando bobeira, dá até pra arriscar numa mesa em posição centralizada e com conforto de sobra:

desire 1

desire 2

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Delikatissen / Fancy Windows / Frenchy FancyPaper & Stitch / Turbulences Déco / Apartment Therapy / Remodelista / Trendey / Desire to Inspire

Blog no WordPress.com.

Acima ↑