Busca

Forma : Plural

Releitura do viver bem

Categoria

Móveis antigos

Em boa companhia

Companhia boa é aquela criatura que transforma o pior dos programas numa atração interessante, que faz valer a pena um passeio pela cidade em dias chuvosos, que faz todo e qualquer evento ser bem mais especial. Ela transforma o humor e sempre é capaz de criar um clima muito diferente apenas com sua presença.

E com as casas também é assim. Quando unimos determinados itens, de longe dá pra sacar a euforia, perceber aquele objeto tão à toa tomando uma nova forma, a cena como um todo muda totalmente de figura. Na companhia certa, o rústico ganha glamour, o tosco fica elegante e até as construções mais brutas se tornam leves.

ATELIER RUE VERTE 1

ATELIER RUE VERTE 2

ATELIER RUE VERTE 3

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Atelier Rue Verte

Invasão de garagem

Ando me especializando no assunto “invasão de garagem”, essa já é a segunda que realizo. A gente vê aquele espação agradável, onde a brisa corre suave e logo pensa que seria o local perfeito pra ficar à toa e receber amigos. Não demora muito, descobrimos um abatjour que pode ser bastante útil com uma cúpula nova, que o jogo de sofá revive com uma boa dose de tinta e que aqueles paninhos guardados no fundo do armário rendem as almofadas que serão responsáveis pelo conforto e descontração. E assim nasceu uma sala na minha garagem e com ela as noites ficaram muito mais bacanas e os armários bem mais vazios.

garagem 1

 Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

O velhinho contemporâneo

casa dos outros ant

Acho um tanto curioso esse lance do novo contemporâneo, especialmente a aplicação dos móveis antigos na decoração. As cores, as texturas, a diagramação espacial e, claro, a arquitetura, tem uma grande importância na formação de uma atmosfera com perfume de novo, mas repare o quanto o mobiliário de tempos atrás vem sendo solicitado, testado e aprovado com sucesso em projetos brasucas e gringos. E sabe por que? Porque o contemporâneo que vivemos hoje está muito mais relacionado à expressão da personalidade do que propriamente a um estilo definido e convenhamos que, uma belíssima peça antiga, quando bem inserida e mesclada, se torna imbatível nesse quesito, é um sacolejo instantâneo, um contraponto cheio de essência e uma dose extra de elegância datada dos bons tempos.

1966913_655016487878042_2051019153_n

Embora pareça fácil, nem sempre é tão simples assim. Acredito que até por isso muita gente se desfaça dos móveis de família, porque simplesmente não consegue fazê-los habitar o mesmo recinto juntamente com outras peças. Para que funcione de verdade, é preciso um empenho que muitas vezes requer uma boa encerada, a troca do tecido do estofado, a mudança da cor, uma boa observação em tudo que está a sua volta.

design-love-fest

É preciso respeitar todos os anos que eles carregam, no entanto é fundamental lhes proporcionar uma releitura, cercá-los com objetos capazes de dizer o ano em que se situam, caso contrário corre-se o risco de viver num clima totalmente saudosista. Tire partido daquela cor que quebra tudo e poderá conferir o quanto um móvel carrancudo se transforma no móvel dos sonhos, sem dizer que uma excelente peça de época é a permissão perfeita para uma baita ousadia.

casa dos outros chair

Não basta apenas garimpar uma peça interessante e inseri-la num ambiente, é preciso envolvimento e avaliação do contexto. Afinal de contas, novo e velho são conceitos bem relativos, intimamente ligados ao emprego que se dá, a maneira de compor e ao olhar. Deixo aqui uma seleção de referências com misturas bem elaboradas e que se apropriaram dos velhinhos de forma incrível.

apart therapy color therapy

batixa frames

casa abril coraçnao

casa abril cristaleira-

casa abril guarda roupa

design-files

rioetc

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Casa dos Outros / Casa Abril / Design Love Fest / Apartment Therapy / Batixa / Design Files / Rio Etc

A personalidade das coisas

Muita gente prefere viver em ambientes sem muitos sobressaltos, com visual mais linear e aspecto mais homogêneo e opta por peças de estilos semelhantes, criando um clima ” mais do mesmo”. Por outro lado, existem aqueles que gostam de pitadas de algo a mais, de um ponto de destaque, e apostam na fusão caro + barato, novo + antigo, chique + rústico.

nicety apoio lavabo

Esse lavabo é uma amostra bem interessante disso. O espelho e molduras têm um quê chique que vem do desenho rebuscado e da cor  dourada e ainda por cima são elementos antigos. Somou-se a isso uma prateleira bastante comum, básica ao extremo. Com mais uma firulinha aqui, outra ali, temos um ambiente completamente singular.

prettystuff.tumblr.com

Aqui temos o toque elegante do veludo na cabeceira associado à rusticidade de um banco e um cesto. Quem diria que o casamento daria certo? Essa troca de valores é surpreendente e prova que um ambiente bacana não se faz apenas com grandes somas, mas com o olhar cauteloso para identificar o item que valerá o investimento e será capaz de transformar o todo.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Nicety Livejournal / Pretty Stuff

 

Um elogio à madeira

sfgirlbybay  wood

Clara, escura, desbotada. À madeira com ou sem história, de nobre procedência ou indigente. À madeira que aquece, acolhe, que se mistura com o cromado, com o ferro, vidro e plástico. Madeira é o elemento elegante por excelência, charmoso por vocação, visualmente belo em qualquer forma. Com cor ou sem cor, com liso ou estampado, com clássico ou contemporâneo, pra sentar, enfeitar, pisar e admirar. A madeira é infalível em qualquer cenário, um material à prova do tempo e tendências.

casa abril mix adornos e livros

desire to inspire frame

athomeinlove.com

decoracao-cozinha-bistro-referans-blog-02

chic decó etnia

entrei e te conheci

etxeko

etxekodeco

home & garden 1

mackapär

making it love

planete deco

planete

decoratrix madeira

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: SF Girl by Bay / Casa Abril / Desire to Inspire / At Home in Love / Referans / Chic Decó / Entrei e te Conheci / Etxekodeco / Home&Garden / Mackapar / Making it Lovely / Planete Deco / Decoratrix

Móveis + tecidos

DSCN2044

Quem frequenta o Forma:Plural há algum tempo, com certeza flagrou todo o carinho que cultivo pelos móveis cheios de história pra contar. Claro que, sendo assim, na minha casa não seria diferente: para onde se olha, tem uma peça garimpada ou herdada, em estado original, pintada ou estampada à mão e, quando o tempo anda escasso, revestida em tecido. Renovar um móvel com tecido é rápido, não faz uma baita sujeira e, pra quem curte estampa como eu, é um delírio.

DSCN2047

Não exige muita habilidade nem tem muito segredo, basta um pouco de paciência. A escolha do tecido é muito importante: quanto mais poroso, melhor, pois absorve bem a cola. Costumo passar bastante cola tanto no móvel quanto no tecido já aplicado e espero secar bem, normalmente aguardo uns 2 dias. Depois disso, faço o acabamento com estilete nas sobras de tecido e capricho na aplicação do verniz spray.

DSCN2063

E por aqui os tecidos revestem a parte interna também pra trazer um pouco de cor a uma peça de madeira bem escura. É um recurso interessante para ser usado em gavetas, na parte interna de portas, afinal de contas é uma boa surpresa abrir um móvel e se deparar com uma estampa da qual gostamos bastante.

DSCN2066

Mas não apenas com tecidos estampados tiramos bom proveito, os com textura, como o laise, também são um prato cheio e, se tiver algum aviamento de bobeira para criar uma firula, por que não usar?

DSCN2061


DSCN2074

DSCN2076

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

 

 

 

 

Outono

Hoje acordei com vontade de ficar mais um pouquinho, não só na cama, mas de alguma maneira retornar para o final de semana. Quem sabe se tivesse escondido um dia entre o sábado e domingo? Hum, não seria nada mal…A verdade é que esse climinha todo de outono demanda uma certa preguiça, com o dia meio nublado, a temperatura começando a pedir um cobertor bem macio e o corpo e a mente querendo ir para um lugar assim, com boas aberturas pra não perder a vista e usufruindo de todo o conforto possível.

nicety1

nicety2

nicety3

nicety4

 

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Nicety Livejournal

Uma cabana de possibilidades

Com o feriadão batendo à porta, a gente sempre tem no mínimo duas oportunidades: viajar para um lugar bacanudo, para levar os olhos para passear, ou curtir a cidade grande com ruas tranquilas e aproveitar para garimpar muita coisa e colocar a mão na massa. Pois bem, a referência que trouxe hoje é um pouco das duas coisas: uma cabana com clima de feriado cheia de ideias pra gente aplicar no cafofo.

Tirando partido de um terreno de 36m2 onde havia um gazebo, a designer de interiores Monica Hulme resolveu construir uma cabana para sua filha. A construção é bastante simples, onde a madeira e alvenaria foram recursos bastante empregados, assim como uma técnica bem antiga, a caiação de paredes.

foto 1

foto 2

É uma solução eficiente e econômica e dá pra preparar a pintura caiada em várias cores. Mas esse é apenas o começo… Com boas sacadas, como estrados com colchões de solteiro desempenhando a função de sofá e, quando unidos, assumindo o caráter de uma cama de casal, a pouca metragem deixou de ser um problema.

foto 3

foto 4

Com uma alvenaria muito bem calculada, tudo se encaixa e não falta vaga para nada, até mesmo existe um espaço para o computador.

foto 9

foto 10

Certamente foram os pequenos detalhes que agregaram muita graça. Tecidos coloridos, objetos certeiros, plantas. E isso não quer dizer que é preciso investir grandes somas, mas sem dúvida disposição é indispensável, ela até faz móvel antigo ficar novo outra vez, geladeira velha virar sonho de consumo e também faz cortina virar marcenaria.

foto 5

foto 6

foto 7

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Casa Abril

Por um tampo bem bacana!

Seja uma mesa de jantar, de centro ou lateral, normalmente são os tampos que mais sofrem com o passar do tempo. Mas se o restante da peça está em bom estado, ela é bacanuda e mora no fundo do coração, ela merece um carinho especial. E olha que esse carinho nem requer muita trabalheira, basta uma chapa de vidro nas dimensões da mesa + tecido ou papel. Cole o tecido ou papel na parte inferior do vidro e pronto, tampo novinho em folha e cheinho de charme! E vale também para mesas novinhas se tornarem peças exclusivas.

nicety tampo

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Nicety Livejournal

Blog no WordPress.com.

Acima ↑