Coragem é o tipo de ingrediente que produz casas originais. E falo daquela coragem que mora na mistura, na experimentação, na vontade. Esse tipo de coragem tem o dom de tornar as casas mais aconchegantes, porque ela se ocupa em decorar com sensações, não apenas com móveis, objetos e acessórios. Nessas casas, tem diálogo, movimento, intensidade. E a gente se pergunta: como tamanha diversidade, cores e estilos vivem juntos? É porque cada peça que tá ali foi escolhida, tem significado herdado ou ganhou um por intermédio de muito envolvimento. Essa casa, do designer britânico Matthew Williamson, é uma dessas. Incrivelmente corajosa e abusada. Absurdamente acolhedora. Ensina que coragem é ter completa liberdade para decorar com tudo aquilo que a gente gosta. Faz bater uma vontade louca de abrir o baú das ideias guardadas e colocar tudo em prática de uma vez só.

Fonte: Planète Decó

Publicidade