E por que não? Aquela boa e velha enganada, ludibriada, que vez ou outra é o que salva a gente, que nos tira do status ” não dá pra fazer nada” e nos coloca na condição de estarmos fazendo algo, ou ao menos tentando.

E o placebo tem um caráter leve, próprio das coisas provisórias, que nos permite experimentar com a certeza de que até pode não rolar, mas não fará mal algum. É um pontapé de coragem e esperança, mas acima de tudo é um excelente ensaio para decisões mais sérias.

Se a grana anda curta ou resta dúvidas de estofar o sofá com uma estampa mais chamativa, teste alguns tecidos sobre ele, como mantas, lençóis e colchas.

casa abril capa

Observe bem todo o contexto no qual vive e descubra que alguns elementos que povoam sua casa podem assumir dinâmicas diferentes.

Blood and Champagne

Remaneje alguns móveis. A simples troca de uma peça por outra já altera o padrão anterior e pode significar a mudança que tanto almeja.

casa abril bambu

Se tiver o prazer de contar com qualquer espaço externo, lembre-se que ele pode te proporcionar um respiro visual incrível, independente de seu tamanho. Então, lhe dê muita trela.

casa abril fora

O sonho por mobiliários notáveis, como uma estante ou mesa decorativa, pode ser provisoriamente conquistado numa loja de material de construção do bairro.

casa abril prat lado

cepaynasi

Da mesma maneira, uma boa curadoria no momento de escolha de acessórios corriqueiros faz milagres no todo de um ambiente.

Ctlr + Run

urban outfitters

Detalhes são supérfluos que humanizam espaços. Explore diferentes objetos em diversos pontos.

marie claire maison bath

E, por fim, meu placebo favorito: cor! Camufla imperfeições, preenche paredes, muda num instante a atmosfera do cenário.

foto-4 (1)

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Casa Abril Blood and Champagne / Cepaynasi / Ctlr+Run / Urban Outfitters / Marie Claire Maison