Existem alguns cafofos que definitivamente nos pegam de surpresa, tamanha delicadeza contida num alicerce. E até nos fazem reavaliar determinados gostos, repensar alguns usos e questionar aquilo que deve ser “para sempre” ou meramente passageiro. Assim é esse apê. Ele me faz relembrar  uma questão com a qual me deparei em muitas mudanças de lares que realizei: a pressa em ver tudo pronto.

Hoje, depois de boas jornadas entre muitas paredes, percebi que o tempo é um ótimo aliado para a arrumação e decoração e, claro, uma boa solução para lidar com problemas que parecem insuperáveis. Certamente, as belas composições, o mobiliário garimpado,  os espaços bem aproveitados contidos nesse apê não foram resolvidos de um dia para outro.

Uma casa demanda tempo de convívio, precisa ser descoberta. De dia, com as janelas abertas, ela é uma; quando as janelas se fecham e as luzes são acessas, ela se transforma. Os espaços deixam de ser metragens para se tornarem cantos destinados a usos específicos. Uma casa só vira lar depois de muita muita cumplicidade e longas conversas.

inredningsvis.se 1

inredningsvis.se 2

inredningsvis.se 3

inredningsvis.se 4

foto 5

foto 6

foto 6.1

foto 7

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Inredningsvis