Dizem que azul é a cor da tranquilidade, da paz, da calma e, ainda, uma das mais queridas. Teorias a parte,  o fato é que esse apê pincelou muito bem o turquesa em vários cantos, criando pontos focais interessantes, capazes de despistar o olhar para onde é de interesse. Talvez tenha sido a maneira encontrada para dar um disfarce nos seus 70 m2, que não são lá tão pequenos, afinal tem gente que se vira com muito menos. Mas a questão de espaço é um fator no mínimo curioso: quanto mais se tem, mais se usa. O desafio está em como usar o que se tem e, se possível, engambelando o olhar para que pareça maior. Nesse quesito, esse apê é um ótimo exemplo de otimização espacial, começando por priorizar áreas vagas para a circulação:

alvhem 1

alvhem 2

Móveis da mesma cor da parede criam uma unidade visual homogênea e os toques coloridos quebram a monotonia:

alvhem 3

alvhem 4

Cada cantinho pode ser preenchido, desde que a organização esteja sempre em pauta:

alvhem 5

O uso de linhas retas passa uma sensação clean e novamente a fórmula das cores da sala é utilizada no quarto, onde até o volume do guarda-roupas parece desaparecer. Poucos objetos pontuam o ambiente e a cabeceira assume a função de criado-mudo:

alvhem 6

alvhem 7

alvhem 8

Uma cozinha que ganhou metros a mais por conta do design dos armários e ainda comporta um banco que garante vagas extras à mesa além armazenar:

alvhem 9

alvhem 10

alvhem 12

Pequenos truques que podem ser empregados em qualquer dimensão, porque muitas vezes até um cômodo com espaço generoso pode parecer apertado se não for harmonioso e bem planejado.

Curta a page do Fomra:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Alvhem