Bons tempos das ruas de paralelepípedos, das casas com muros baixos, da conversa fiada no meio fio. Tempo de quando as portas e janelas ficavam abertas, quando conhecíamos os vizinhos pelo nome e sobrenome, quando o quintal era a melhor área de lazer.

Prédios eram poucos, dava para enxergar o horizonte. As árvores eram numerosas. Os móveis passavam por gerações, pois nunca se acabavam. E não havia um cafofo que não acolhesse um vaso.

As opções de revestimentos e cores, poucas; o capricho, muito. Referências eram passadas por gente que inventava com aquilo que estava disponível, através do olhar in loco ou do boca a boca.

E hoje é um pouco disso que buscamos, um resgate do passado utilizando outros tipos de ferramentas. Vivemos momentos de releituras, de restauros, de retratos da família na parede. Buscamos a casa de verdade, com a nossa cara e até com as nossas imperfeições.

79 ideas 999943

a casa que minha avó queria

apto therapy

casa claudia 3321

casa da bella

homegraden

ilikedesign.blox.pl

kika 443212

Merci Ginette 9943

pink friday 55555

pinterest 449302

poppytalk 872134

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: 79 Ideas / A Casa que Minha Avó Queria / Apartment Therapy / Revista Casa Claudia / Casa da Bella / Home&Garden / I Like Design / Kika Reichert / Merci Ginette / Pink Friday / Poppytalk