Transformar 28m2 em moradia, com direito a tudo que uma casa precisa ter, não significa decorá-la apenas com móveis planejados e descartar todos aqueles badulaques que te fazem feliz.

Cheíssima de personalidade, a quitinete da arquiteta Alexandra Albuquerque é a prova disso. Com muitos móveis antigos, que assumem mais de uma função, todo o espaço é ocupado de maneira pra lá de harmoniosa.

O quarto faz as vezes de sala, onde uma rede ocupa o lugar de um sofá, e visitas têm vagas também na cama e cadeiras. Até o criado-mudo é uma cadeira que, num momento de aperto, se transforma em assento extra.

Um belíssimo papel de parede floral, juntamente com um lindo pendente, garantem um aspecto bacana tanto para sala quanto quarto. Muitas cores salpicam a casa toda, exemplificando que uma metragem não se altera em função da cor que se utiliza.

Paredes cheias, provando que mesmo em espaços mínimos sempre cabem boas lembranças. Um carrinho de chá se transforma em suporte para a TV e ainda acomoda muitos pertences da proprietária.

A cortina foi uma sacada e tanto! Acompanhando a pintura da parede, garante a unidade visual. Nem sempre o maior dos problemas é o tamanho do espaço, mas certamente a forma de ocupá-lo é o que faz toda a diferença.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Revista Casa e Jardim

Anúncios