Fazer uma parede “falar” considero uma grande coisa. Mas, transformá-la no que desejar, quando quiser, é ainda melhor.

Dá pra tirar grandes proveitos de uma parede com tinta de lousa, criando cenografias imaginárias, fictícias, que possam agregar um pouco de humor à ambientação. E, quando o humor muda, dá pra trocar a parede apenas com o poder do giz!


Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Smallrooms / Pinterest / Poppytalk

Anúncios