Subir pelas paredes muitas vezes é a única alternativa que sobra quando o espaço aperta. Mas, para quem ainda acredita que prateleiras  são todas iguais e sem graça, que deixam os espaços com ar de zona total, está aqui um exemplar pra provar que não é bem assim.

Com apenas 42 m2, a saída foi sim apelar para as tábuas salvadoras, cada qual seguindo um modelo que melhor se adapte às necessidades de cada ambiente. Todas com linhas muito simples e brancas, muitas vezes se camuflando com a parede.

Para quebrar a monotonia, as cores vieram de algumas peças bem selecionadas, além de pintura e papel de parede em zonas específicas, que contribuiram para criar a divisão dos espaços.

Tudo no seu devido lugar, com direito até a uma bancada de trabalho. Tamanho nem sempre é documento, mas a maneira de ocupá-lo e definir sua utilidade é um fator que faz uma tremenda diferença tanto em poucas quanto grandes metragens.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fonte: Delikatissen