Atendendo a pedidos, montei um post cheinho de ideias para o quarto dos pequenos. Fazia mesmo uma cota que não publicava nada para os pimpolhos e é um tema que adoro!

Tem lugar melhor pra pirar na imaginação do que um quarto infantil? Até a galera que é mais contida na escolha de cores e elementos na decoração, quando chega no reduto da molecada ousa sempre um pouquinho mais.

É um universo que clama pela ficção, onde a ilusão pode se separar da realidade por uma linha muito tênue sem, é claro, se esquecer da famigerada organização.

Então, vamos começar por aí. Uma parede repleta de nichos abertos e fechados, para armazenar e enfeitar:

Dá pra guardar de tudo um pouco, sem ocupar muito espaço. O móvel suspenso de gavetinhas também não tumultua o ambiente.

Estando em fase escolar ou não, é sempre uma boa pedida uma mesa para os pequenos artistas desenvolverem suas habilidades manuais. Essa bancada é mega simples de desenvolver com pranchas de compensado e mão francesa, podendo ser customizadas com tinta, adesivo, tecido. Se utilizar um trilho ao invés da mão francesa, poderá ajustá-la à altura conforme a criança for crescendo:

Insdispensável é sempre um lugarzinho para pendurar os badulaques. Olhe que bacana esse modelo. Pode ser elaborado com qualquer boneco pequeno, que normalmente não falta no arsenal. Novamente, nada que um pedaço de compensado não resolva juntamente com a cola quente:

Parede de criança suja mesmo e, além disso, a molecada cresce numa velocidade enorme. Pensando nisso, já imaginou pintar alguma das paredes numa cor mais escura, como o preto, azul marinho ou cinza? Além de camuflarem possíveis rabiscadas, são cores que poderão acompanhá-los em momentos diferentes de seu desenvolvimento trocando-se apenas os objetos.

Traumatizei? Muita calma, veja algumas opções:

Serve tanto para quarto de menina quanto de menino. Como os brinquedos e móveis costumam ser coloridos, não tem como o ambiente ficar triste nem pesado, pelo contrário, acho que fica aconchegante e ajuda a destacar muito mais os objetos, até mais do que os tons pastéis nas paredes.

Essa é uma opção que achei genial. Que criança não gostaria de pintar a parede? Então, papel de parede para pintar. Perfeito!

Infelizmente, só vi à venda na gringa, mas nada que uma mãe ou pai cheios de imaginação não possam resolver. Plotagem é super barata para realizar em gráfica e imagens grandes podem ser encontradas nessa vasta rede de computadores. Nem precisa destinar uma parede toda para colorir nem colar a impressão na parede. Poderá fixá-la com fita dupla face e trocar toda vez que a pintura estiver completa. Garanto que o pimpolho terá bastante ocupação e ficará felizão da vida.

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: Interiors Originals / Apartment Therapy / The Style Files / Cush and Nooks / LaLoLe Blog / Blue Vintage / Usta Giremez