Foi-se o tempo em que as pessoas se preocupavam em ter apenas móveis novinhos em folha. Com a procura cada vez maior pela personalização, aquela pegada showroom vem desaparecendo pouco a pouco.

Claro que não é apenas a busca por um lar muito mais próximo de nossa cara a quem devemos essa mudança. Temos, mesmo que implicitamente, o envolvimento de questões sustentáveis, que fez com enxergássemos novos usos e, bem ou mal, as pessoas perderam o preconceito em adotar um móvel velhinho.

Sem dúvida, mesmo que seu preço já não seja tão atraente quanto foi um dia, ainda assim vale levar em conta. Normalmente, são feitos de madeira de verdade, possuem um design interessante e duram a vida inteira mais seis meses se bem conservados. Se você não leva jeito pra dar uma garibada, escolha uma peça mais conservada, mas lembre-se que o detonadinho também tem muito charme…

Curta a page do Forma:Plural no Facebook aqui.

Fontes: 79 Ideas / Apartment Therapy / Etxekodeco / Vintage / Frolic!