Durante a infância, dividi o quarto com minha irmã e minha avó e todo dia cumpríamos o mesmo ritual. Eu nem tanto, mas minha irmã na época deveria ter TOC, pois vivia na zona o dia todo, mas na hora de dormir era um tal de endireitar quadros e espelhos, cobrir com mantas os rostos das bonecas, dobrar as roupas espalhadas e ainda tinha a pachorra de alinhar os cadarços dos tênis!

Como boa filha caçula, costumava ser ligeira ao me deitar só pra sacanear minha irmã ao pedir um copo d’água. Ritual cumprido, mesmo que aos roncos profundos como uma britadeira, minha avó despertava e acendia o abatjour. Podia ser o horário que fosse, com tremenda agilidade sua mão chegava ao interruptor numa velocidade impressionante.

Inicialmente, tínhamos aqueles abatjours com base de cobre e cúpula de vidro, em formato de flor. Nossa, achava aquilo a coisa mais horrenda da face da terra, mas meus pais, que os compraram combinandinho com o lustre, não abriam mão daquela pérola, até o dia em que detonamos a cúpula em algum momento de fúria qualquer.

Cedendo aos apelos da praticidade de luminárias plásticas e direcionais, meu pai nos comprou uma azulzinha. Pior coisa do mundo! Na segunda noite, como a luz era muito forte, minha irmã teve a brilhante ideia de jogar uma camiseta na danada a fim de filtrar a luz. Resultado: meu pai entrando no quarto na madruga para conter um possível incêndio. Nessa hora, pergunta se minha avó acordou?

Essas tais luzinhas foram tão marcantes em minha vida que em todos os quartos que montei sempre contei com elas. Não com as de plástico! Além disso, gosto de espalhar alguns abatjours pela casa, pois criam um ambiente bastante aconchegante e “salvam” bem no momento de elaborar cantinhos interessantes e mais introspectivos. Sem dizer que podem na boa substituir a iluminação habitual quando aquela lâmpada quebra e dá uma mega preguiça de buscar um alicate e resolver o problema. Num desses episódios, ficamos praticamente um mês com um abatjour aqui na cozinha!

Fontes: Ateliê Gaaya / Decor 8 / Decor to Adore / Duse Pasteller / Kootut murut / Puxe a Cadeira e Sente / Trendey

Anúncios