Antes de começar, quero dizer que pretendo postar  aqui no blog quinzenalmente e falar a minha profissão: sou professor! E como todo e qualquer professor, sou amante do saber e das artes. É sobre isso que quero falar hoje: de artes. Não vou entrar no mérito do que seja ou não arte, mas o que torna um profissional em artista.

Nesta minha longa caminhada como professor (já são mais de 20 anos!), tenho reparado que meus melhores alunos e alunas são amantes de artes, seja música, artes plásticas, dança ou qualquer outra manifestação artística.

Olhando pela história de algumas pessoas estudiosas e inteligentes, acho que isso deve fazer sentido, pois Einstein adorava música erudita e tocava violino…

Muitos médicos, engenheiros, analistas, publicitários e professores que conheço são amantes das artes e verdadeiros artistas em tudo o que fazem…

Bolsa criada por Kelen Leonel, professora de matemática e artista em couro e tecido

De repente, vem à minha mente a lembrança das minhas aulas de educação artística… Quem não se lembra delas? Até mesmo quando mal escrevíamos, adorávamos os desenhos para pintar, recortar e colar. A arte é a essência do ser humano! É sentimento, é ar, é vida!

Fico imaginando, então, por que, raios!, não temos mais aulas de educação artística quando crescemos? Meus alunos de ensino médio só têm história da arte porque é cobrada em alguns vestibulares! Talvez Lennon não tivesse sido a pessoa que foi sem suas aulas de artes da educação básica…

ou

Obra de John Lennon na exposição comemorativa de seu 71o. aniversário

Infelizmente, poucos são os estudantes que têm acesso à arte, poucas são as escolas que enriquecem nossos estudantes com ela. Atualmente, pra ser um artista em sua profissão, deve-se ir além da escola, é preciso ver o mundo por outra óptica. Caso contrário, Darwin vai reinando na seleção natural…

Herick

Fontes: Richard Goodall Gallery / Dona Fuxico