Passei minha adolescência cultivando o gosto por galpões industriais, armazéns e móveis de ferro. Eram referências trazidas do lifestyle de artistas e das minhas bandas americanas e britânicas favoritas.

Alguns amigos tinham uma estamparia de camisetas, que funcionava numa salinha da cobertura do prédio de um deles. Paredes repletas de frases políticas e letras de música, posters de filmes, fotos de bandas, rabiscos e abstrações de seus frequentadores tornavam aquele espaço único.

Lembro-me também de galpões ou casarões antigos transformados em casas noturnas, como o Madame Satã ou o Retrô, com paredes pretas, banheira decorando e servindo de sofá no quintal e banheiros grafitados. Mas meu sonho e de tantos outros era conhecer o CBGB e curtir um showzinho lá…

Cada vez mais, vejo elementos como grafite, paredes escuras, móveis industrias sendo utilizados e popularizados no universo da decoração. Talvez pelo fato das pessoas terem aderido aos lofts, que possuem uma arquitetura que vai muito bem com o uso desses elementos.

Selecionei algumas imagens com detalhes industriais que me remetem a essa nostalgia, mas em versões bem mais lights:

Agora, imagens do lendário CBGB, transformado na boutique de John Varvatos:

Fontes: Delikatissen / 79 Ideas / CurblyVintageThe Vine / John Varvatos